sexta-feira, 7 de maio de 2010

A MORADA DO NEGRO D'ÁGUA.

Eu ouvi dizer que um tal de Negro D’Água ou Nego D’Água habita diversos rios, tais como o rio Tocantins e o  São Francisco. 
O cara é tão famoso por aquelas bandas, que até  possui um monumento em sua homenagem, feito pelo  escultor juazeirense Ledo Ivo Gomes de Oliveira, obra esta com mais de doze metros de altura e que foi construída dentro do leito do rio São Francisco exatamente na cidade de Juazeiro (Bahia).
Eu que não sou besta, fui  até lá para conferir. 
E não é que é verdade, gente ?
A prova está ai nesta foto que tirei.

Esta é uma lenda bastante comum entre os ribeirinhos, principalmente pelos lados da região centro-oeste do Brasil, muito difundida entre os pescadores, dos quais muitos dizem já ter o visto.
Segundo a lenda, Negro D’Água, costuma aparecer para pescadores e outras pessoas que estão em algum rio.

Não se há evidências de como surgiu esta lenda, o que se sabe é que o Negro D’água só habita os rios e raramente sai deles.
Sua função seria o de preservar os seus leitos daqueles que procuram as suas riquezas e também daqueles que não preservam a sua santa morada, amedrontando as pessoas que por ali passam, como partindo anzóis de pesca, furando redes, provocando enchentes, derrubando embarcações ou  dando sustos em pessoas.
A punição varia, dependendo daquilo que a pessoa estiver fazendo.

Manifestando-se com suas gargalhadas, preto, careca e mãos e pés de pato, não  é que o talzinho derruba mesmo canoa dos pescadores  se eles se lhe recusarem devolver os peixes?
Sua característica é muito peculiar, ele seria a fusão de homem negro alto e forte, com um anfíbio. Apresenta nadadeiras como de um anfíbio, corpo coberto de escamas mistas com pele. Um horror de se ver.

Em alguns locais do Brasil, ainda existem pescadores que, ao sair para pescar, levam uma garrafa de cachaça e  atiram para dentro do rio, para que não tenham sua embarcação virada.
Só que isso só deixa o Negro D'água mais furioso, porque ele não gosta que polua a sua moradia.

E  se você  tem por hábito não respeitar a morada de Negro D'Água, muito  cuidado.

Parece que ele não está de brincadeira.

39 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

Bem que o Negro d'Água podia ter dado uma passadinha de vez em quando em outros rios, como o Tietê e o Pinheiros em São Paulo. Hoje teriamos outra paisagem e um ar digno de ser respirado.

Gratidão Silvana
beijinhos

Elizabeth disse...

Olá Silvana,
Que lindinha essa historia, parece até um elemental das águas.
Abraços.

Bárbara disse...

Nossa que legal!Eu moro em Brasília,capital do Brasil no Centro-Oeste e nunca tinha ouvido falar dessa lenda,mas o bom é isso mesmo,ficar conhecendo coisas novas!
Beijos!

Bordados e Retalhos disse...

Adoro essas histórias do Brasil. Coisas lindas do nosso povo. Bjs

Misturação - Ana Karla Tenório disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alanzão disse...

fala meu amigo...fazia tempo que nao entrava aqui no seu espaço..ele é muito show.. Morei dez anos no Pará, em Tucuruí, que a Usina é no Rio Tocantins e por isso cheguei a ouvi a lenda do Neguinho D´agua... po..nem lembrava mais..muito bom issoaqui

Agora to seguindo, não chama a policia não, é só o blog..hehe

abraço

is we in the tape

PS - vou ler seu blgo todo para ver o que ja tem de bom...hehehhe

manuel marques disse...

Passei adorei e um feliz fim de semana para você.

Beijo.

Always or Never? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
micael disse...

Um Brasil surpreendente e cheio de feitiço.
Bom fim de semana

Valéria Russo disse...

SIL...
já estou fã do negro d!agua....
precisamos de mais "negros" desse pra protejer todos os nossos rios, matas e toda a diversidade fantástica que temos...
adorei a lenda.
bjuivos em seu coração.
tenha um fds cheio de sol e pássaros ....
loba.

REGINA GOULART SANTOS disse...

Salve, Silvana!
Como sempre, suas lendas são maravilhosas. O Negro d´Água participa ativamente a favor da sustentabilidade ambiental.A natureza agradece.

Ótimo final de semana

Beijos

Tecendo Histórias disse...

Provoco lacuras de ócio só pra me alimentar destes seus contos...magníficos!
Parabéns pelo trabalho : sério, sensível e deliciosamente cultural.
Bjs carinhosos, Betty

Sonia Schmorantz disse...

Teu espaço e estas histórias cada vez melhores!
beijão, lindo final de semana

Daniel Savio disse...

Infelizmente, não só o rios que estamos poluindo...

Estamos poluindo a terra toda.

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Tite disse...

Olá Silvana!

Tal como prometi cá estou eu a aprender mais coisas giras contigo querida amiga.

Sempre ouvi esta frase desde que me lembro como gente. Não imaginava, no entanto, que teria origem numa rainha rsrsrs.

O saber não ocupa lugar e eu adoro aprender coisas novas.

Obrigada por mais esta.

Vou levar o teu selo para o meu blog de Avó - Ti-MaMaRiSo - para que as minhas amigas venham aprender curiosidades contigo.

Abraços e um Bom Domingo na Floresta

Jesus é comigo disse...

Amei seu blog,muito organizado.
Gostaria de saber onde você consegue tantas fotos lindas!!!
espero que sejamos amigas,afinal de contas,nós estamos na mesma área(geografia).
beijinhoss
(www.meurecantodeideias.blogspot.com)

Denise Guerra disse...

Olá Silvana, como prometi estou de volta nesta tua floresta encantada de contos e magias!!! O negro d'água me parece um duplo masculino de Yemanjá, sendo que os protegidos dele são a vida das águas e seus moradores aquáticos. Adorei a história!!!Obrigada e Parabéns!!!Bjs! Denise Guerra http://afrocorporeidade.blogspot.com

Dora Regina disse...

Olá Silvana! Que linda lenda do folclore brasileiro, não conhecia.
Obrigada pela partilha.
Tudo é sempre muito lindo por aqui.
Um abraço! Bom fim de semana.
Feliz Dia das Mães!

Jorge disse...

Olá Silvana,
A Natureza é a nossa casa, é simplesmente o lugar em que vivemos. É do nosso interesse olhar por ela e todos temos o dever de ajudar o "Negro D' Água", na sua nobre missão, e facilitar-lhe a sua nobre e difícil tarefa.
Saudações luminosas do AZIMUTE.

Daniel disse...

Silvana, já te disse que gosto do seu espaço. Mesmo que seja uma lenda inverídica tem sua história pois é mantida como verídica em algum lugar do país, e só isso já me basta. Me nche de conhecimento. Mas sinceramente, torço pra que seja verdade, pois gosto de acreditar mais naquilo que não vejo, do que no que posso ver.
Beijos

Mariazita disse...

Olá
Como no próximo domingo, dia 9 de Maio, se celebra o Dia das Mães no Brasil, resolvi fazer uma pequena homenagem às minha amigas brasileiras, publicando, no SÁBADO, um post no meu blog OLHAI OS LÍRIOS DO MACUÁ

Lá encontrará um pequenino presente que fiz para TODAS as minhas amigas, sem excepção.
Espero me dê o prazer de ir buscá-lo e colocar na sua sidebar.
Até lá, obrigada.
Beijinhos
Mariazita

PS - Voltarei para comentar logo que possível.

ValériaC disse...

Silvana, que linda essa lenda amiga...adorei a foto que você tirou...na verdade eu achei lindo o Negro d'Água...especialmente o que dizem que ele se propõe a fazer.
Bom final de semana pra ti...
Beijos...
Valéria

Socorro Melo disse...

Cada lenda com a sua moral. Acho bárbaras as lições que nos são passadas através das lendas, quanta sabedoria, e têm o dom de serem assimiladas por qualquer pessoa, independente da escolaridade. Só acho que o Nego D'água tá meio parado, pois, o que existe de rios poluídos neste país, não é brincadeira, rsrs...

Um abração.
Socorro Melo

cantinhodacasa disse...

Mais uma lenda, mais uma história que hoje se conta, contada por alguém.
Mas hoje não há lendas.
Há progresso.
As histórias são a nossa vida.

Beijinho

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Adorei saber mais sobre essas lendas brasileiras.

Boa semana.

Abs

Luis disse...

Querida Amiga Silvana,
Linda estória aqui contada! A poluição infelizmente ocorre por todo o lado e por isso mesmo o "Nego d'Água" tem sido acompanhado pela Mãe Natureza a fazerem Alertas ao Homem para que este deixe de se comportar mal com o Meio ambiente! Mas este não aprende!
Um beijinho muito amigo,
Luís

helen ps disse...

Adorei esta lenda do Negro D'Água. Acho que ele está tendo muito trabalho ultimamente. (A estátua parece de um Avatar)

Abraços

PAZ e LUZ

Albuq disse...

oI SILVANA, ÓTIMO TEXTO, COMO SEMPRE!

FUI PRESENTEADA COM UM SELINHO E ESTOU INDICANDO BLOGS QUE SIGO PRÁ GANHAR TAMBÉM, INDIQUEI O SEU, PASSA LÁ E PEGA O SELINHO! BJS

Amapola disse...

Feliz dia das mães, amiga Silvana.

Muitas alegrias, hoje e sempre.

Beijos e flores.

Lilá(s) disse...

Como sempre tão lindas estas histórias! ainda bem que o negro d'água contribui para a não poluição das águas, simpatizei com ele.
Bjs

ONG ALERTA disse...

Um feliz dia das mães beijo Lisette.

Gerana Damulakis disse...

Que foto linda, Silvana.
E mais uma lenda que todos nós deveríamos conhecer.

Regina Bolico disse...

Oi Silvana!
Muito interessante o teu blog. Fiquei encantada com tantas histórias e lendas. É maravilhosa a diversidade cultural do Brasil. Amei as fotografias.
Um abraço.

welze disse...

estou de volta ao gostosuras e vim lhe desejar uma ótima semana e saudações florestais. um beijo

Mari Amorim disse...

Os amigos nos comovem com carinhos.

Não medem esforços para nos ajudar;

Fazem de tudo, não nos deixam sozinhos.

Até em milagres nos fazem acreditar!

Boas energias sempre!

Mari Amorim

orvalho do ceu disse...

Oi, querida
Como sempre com suas histórias umas de arrepiar... outras mais doces...
Passo também pra convidar vc a participar da BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL QUE PRÉ LANCEI DIA 12 E VAI ROLAR NO DIA DE 13...
CONTO COM SUA PARTICIPAÇÃO QUE TEM MUITO A NOS ACRESCENTAR...
Entretanto, fique bem à vontade!
Bj no seu coração

Mari Amorim disse...

Ola!!
Desejo a você, que a vida seja um paraíso absoluto
que o amor seja um sol que aquece
e que em alegrias o caminho tece!
Boas energias,
Mari

Flora Maria disse...

Se existissem uns tantos Negros D'água, a situação dos nossos rios estaria bem melhor...

Beijo

Igor. disse...

Deixe eu contar... antigamente meu pai morava proximo ao Rio São Francisco, na cidade de Telha prox. a cidade de Propriá SE as margens do baixo S. Franciso. Ele contou que quando jovem pescava bastante e estava num pé de serra no Velho Chico ali perto da cidade de Porto da Folha, estava num barco com um tio dele ja a noite, so meu pai estava acordado nessa hora, quando avistou uma cabeça careca e estura na margem olhando para ele, ele então si abaixou, tentou acordar o tio com o remo mas nada, então pegou o facao e esperou o nego vim, so que ele nao veio, foi entao que meu pai si levantou rapamente na canoa e o nego d'agua mergulhou e sumiu. Tambem uma tia da minha mae que eu chamo de tia tb, contou que em Propriá SE, o marido da vô dela tenha uma roça de feijao prox. ao rio, e tava notando o sumiço do feijao todo dia, decidiu então si esconder pra ver quem era. Era UMA NEGA d'agua. escura com cabelos grandes negrou e o corpo todo coberto de cabelo, mas nua como veio ao mundo, comia e cantava asuvando, quando viu vovô no mato, correu para um poço prox. dali, lá estava seus filhotes chorando, ela então os acalmava dizendo que tinha gente fora. Depois disso nunca mais aparecerao, foi assim que mi contarao também kkk.