sábado, 19 de fevereiro de 2011

CRENDICES E SUPERSTIÇÕES AFRICANAS.



1.    Para preservar do mal olhado, as mães usam figas no bracinho das crianças.

2.    Quando nascem dois gêmeos, o que nasce primeiro é feliz, o outro não.

3.     Para curar menino gago, deve-se bater com uma colher de pau na cabeça dele, três vezes, três sextas-feiras seguidas.

4.     Para espantar maus espíritos e afastar mazelas, banho de arruda macerada.

5.     Pé de coelho atrás de portas e janelas para não deixar entrar má-sorte ou mal olhado.

6.     Uma virgem ao apontar para o arco-íris terá sete filhos após casar-se.

7.     Usar artefatos de búzios traz boa sorte e riqueza.

8.     Defumações com cascas de alho e alho seco para proteção contra mazelas, mal-olhados e palavras maldizentes.

9.     Pitar cachimbo à meia-noite para espantar assombrações e espíritos do mal.

10.  Ir aos funerais de branco é pedir luz e paz para o espírito do que se foi.

11.  Nas festas dos orixás usar sempre a cor preferida deles.

12.  Matar a cobra e dar um nó é proteção contra os inimigos.

13. Todos em família devem, ao amanhecer, despertar cantando desejando o bem e a felicidade.

14.  Fazer oferendas aos Deuses para realização dos desejos.

15.  Dançar para os Deuses para adquirir saúde, felicidade e fartura.

16.  O pai deve sempre dividir o primeiro pão com todos os presentes à mesa; isso atrai fartura.

17.   Para uma colheita farta, amarra-se espigas de milho no tronco do baobá.

18.  Com as cinzas de uma fogueira, cobre-se os ninhos no galinheiro para que as aves ponham ovos grandes e saudáveis.

19.  Soltar sete pombas brancas durante sete domingos seguidos para trazer casamento ou boa sorte.

20.  Para abençoar a nova casa, lavá-la com uma mistura de água limpa, mel, arruda e erva – da – guiné.

21.  No sétimo dia após o nascimento, o bebê não pode sair de casa, para não pegar o "mal-de-sete-dias".

22.  Guardar o umbigo do bebê que cai, pois, se um rato comê-lo, o bebê vira ladrão.

23.  Jogar areia pra cima às seis da tarde faz a areia transformar-se em gotas de chuva para acabar com a seca.

24.   Assoviar à noite é chamar a morte.

25.  Quebrar uma moringa cheia é falta d’água e comida na certa.

26.  Após o ritual de um casamento, os pais dos noivos espalham grãos pela casa deles para que tenham fertilidade e fartura.

27.  Dar de frente com um sapo à sua porta, morrerá alguém em sua família.

28.  Usar presas de animais em colares protege da morte.

29. Quando se recebe um visitante, dê-lhe de comer e beber. Os deuses se sentem agradecidos.

30.   A virgem que comer o último pedaço ou bocado, nunca se casará.

31.  Para tirar encosto, usar galhos de arruda nos sapatos e nos bolsos durante a lua minguante.

32.  Jogar sal no fogo afasta as pessoas indesejáveis.

33.  Deixar cair a colher de pau, depois de mexer o mingau, é desgraça na família.

34.  Tomar banho da primeira chuva após a longa seca traz longevidade.

35.  A virgem que dormir de bruços em noite de lua cheia ficará estéril.

36. Garras de caranguejo na porta de entrada afasta a inveja.

2 comentários:

Catia Marx disse...

Adorei a postagem, quando estiver com tempo lerei as outras postagens sobre a cultura africana. Já te falei que seu blog é um sonho? Sempre falo dele para os meus colegas... eu tenho muito curiosidade à respeito da cultura africana e aqui estou encontrando informações super legais...

Acredito que o Brasil poderia incorporar os itens 10, 13 e 29 da lista rsrsrs beijos...

Espero sua visita em www.catiamarxeducar.blogspot.com

maria benedita disse...

Olá:Hoje aprendi um pouco mais sobre o Brasil,ao ler o que escreveu.Muito obrigada pela lição de Historias.
Um abraço
Maria Benedita