terça-feira, 9 de março de 2010

A INCRÍVEL E MARAVILHOSA "MODA" TRIBAL INSPIRADA PELA NATUREZA.


Os Surma são um povo que ocupa uma área remota no sudoeste da Etiópia, e não mantém contato periódico com os ocidentais há cerca de 35 anos.
Recentemente uma equipe de fotógrafos russos esteve na tribo para fazer alguns registros.
O fotógrafo Hans Silvester registrou imagens de membros de duas tribos africanas que têm um gosto em comum: a pintura corporal e o uso de adereços extravagantes encontrados na natureza.
Silvester viajou várias vezes pela região do vale do Omo em outros trabalhos e ficou fascinado pelo modo como os representantes das tribos Mursi e Surma se decoravam.

Para os Surmaris e Mursis, uma folha, um fruto, raízes e plantas são facilmente transformados em adereços naturais e, depois, enaltecidos pela pintura corporal.
Os pigmentos usados nas pinturas também são encontrados na natureza, como pedras em pó, barro, frutos vermelhos e plantas.
O vale do Omo, berço da espécie humana, é uma região do tamanho da Bélgica nas fronteiras entre a Etiópia, o Quênia e o Sudão.
O gado fornece o essencial de que necessitam para viver, sangue, carne e leite. O dote de um casamento é de 20 a 30 cabeças de gado.
Uma Kalashnikov vale 8.
O vale é habitado pe
las tribos dos Hammer, Mursi, Karo, Surma, Bume, Galeba e Dasanech. Todos os homens se ocupam do pastoreio e da guerra. As mulheres ao cultivo do sorgo e do milho.
Os corpos nus são todos pintados de ocre vermelho e amarelo, extraído de rochas vulcânicas, e cal branca.
Nas palavras de Hans Silvester: “os homens e mulheres usam os corpos como um espaço de expressão artística.
É com imenso prazer que eles pintam o rosto e o corpo, em uma busca permanente de beleza.
Viver com estes seres tão diferentes de nós me fez refletir muito sobre as “conquistas” da nossa
civilização”.
As imagens são fantást
icas, coloridas, provocantes, ternas ou audaciosas. Nessas tribos os ritos sociais são bem diferentes e as noções de beleza podem chocar pessoas acostumadas ao universo urbano globalizado da moda.

Pode parecer estranho, mas elas estão decoradas com o que por lá
é considerado o supra-sumo da beleza.

(Desconheço a autoria das imagens publicadas acima)

28 comentários:

Fabiano Mayrink disse...

Ola, cheguei no seu blog por acaso, eu nao gosto muito da cultura africana desculpe minha leiguice...

eu gosto muito da cultura europeia, mas as escolhas de suas fotos e textos achei inuzitadas e ate bonitas, abraços parabens pelo blog!

lucidreira disse...

Oi, verifiquei que entrou no meu humilde espaço, fico agradecido por isso, mas, vamos ao que intereça, eu sou fotografo e artista pléstico(escultor) trabalho direcionado ao afro/brasileiro, e sua postagem é infinitamente bala com fotos interessantes, é tento que pergunto se posso copia-las para manter em arquiva de pesquisa.
Obrigado
Parabéns

Ana Isabel disse...

Após uma breve ausência aqui estou para agradecer, mais uma vez, a partilha da cultura africana que me fascina.

Excelentes as fotografias.


Obrigada.Daqui vai um abraço.

Ana Isabel

Ana Isabel disse...

Esqueci algo importante..o teu espaço é LINDO e tu és uma LINDA pessoa.

Parabéns!

Karla Gisele disse...

Oi Silvana tudo bem?
Obrigada pela visita ao meu UNIVERSO PARTICULAR!
Fiquei feliz por ter gostado do que viu e leu! Mais uma vez obrigada!

Vi ao seu cantinho e fiquei um tempão lendo os posts. Simplesmente amei! São posts variados, ricos em cultura e diversidade todos incluindo a cultura afro. gostei de verdade!

Tb estou fazendo parte desse seu cantinho bonito e cultural.

Beijoss.

www.universoparticular.net
www.todamulheprecisa.com

Rui da Bica disse...

Aqui está uma prova de que o conceito de beleza é puramente subjectivo.
O que mais me impressiona é a capacidade elástica da boca, para poder suportar aqueles enormes "pratos" ! rsrsrs
Beijão grande querida Silvana.
.

Lú Silva disse...

Núuu incrivel mesmo...
A beleza está nos olhos de quem vê. E a nosso cultura tende a fechar nossos olhos, somos condicionados a tipo de beleza. Abrir o pensar é sempre um ato lindo do ser humano.

Obrigada pela visita.

bjos

Pétala_Rosadinha disse...

Confesso que esse...adereço?...que eles utilizam na boca me causam certa aflição... mas é belíssimo todo o contexto.
Maravilhosa cultura de um povo que nao precisa de influência externa.

Gostei muito, Silvana.

Beijos.

Bill Falcão disse...

Pode parecer estranho pra nós, ocidentais, mas vejo arte e beleza no que eles fizeram.
Bjooo!!

AVOGI disse...

nã consigo olhar para essas fotos. que impressão me faz. como podem comer com esse "prato" já colocado na boca?kiss

O Árabe disse...

Tudo é uma questão cultural, não? Fica difícil imaginar conceitos de beleza assim! :) Boa semana.

comunicadoras disse...

Adorei esta " lição de história"! Eles aproveitam as dádivas da natureza para viverem em todos os aspectos, comida, habitação e até beleza; são culturas muito diferentes, mas é a diversidade que faz a beleza do nosso planeta; que graça teria se fossemos todos iguais? Infelizmente o ser humano ainda guerreia por causa das diferenças e é difícil para alguns aceitarem que é nessa diferença que está a beleza.Devíamos aprender com eles que a natureza nos oferece tudo e por isso deveriamos ter-lhe mais respeito; chamamos-lhe mãe natureza, mas não a consideramos como tal. Bem...tem gente que maltrata a mãe, por isso não deveriamos ficar tão espantados, não é?.Obrigada por estes conhecimentos que nos transmitiste e até breve. Um beijinho
Emília

Luis Eme disse...

adorei o seu espaço, Silvana.

quanta Cultura.

Fátima Gaya disse...

Boa noite,
simplesmente amei seu espaço,imagens maravilhosas, textos muito bem colocados,a cultura africana, que é a nossa também, em destaque.
Obrigada por me adicionar, mas, mudei de endereço e gostaria que você atualizasse.
Precisamos desse tipo de informação, precisamos promover o que é nosso.
Te espero lá no novo endereço.
Saudações Ecológicas.
Fátima Gaya.

MIUÍKA disse...

Muito obrigada minha querida amiga,pela carinhosa mensagem e pela amizade.
Tudo de bom para ti amiga.
Um grande beijinho da amiga...MIUÍKA

Luma Barreto disse...

Olá querida! Obrigada pela visita e volte sempre! Feliz dia da mulher atrasado, se bem que todos os dias do ano são nossos né?
beijos :*

Rosemildo Sales Furtado disse...

É tudo um questão de cultura. Enquanto na cidade a mulher pinta os lábios, as faces, os olhos, os cabelos, etc, a indígena pinta tudo. Rsrs.

Mais uma que eu não conhecia.

Beijos e fiques com DEUS.

Furtado.

Viiii disse...

Rsrsrsrs, olá Silvana! Isso aí pra mim bonito não é, mas como vc disse é tudo uma questão de cultura; essas pessoas provavelmente não veriam muita graça numa calça jeans..! Mas adorei a curiosidade, é bom porque a maior parte do tempo pensamos que o mundo está de fato globalizado, porém, ainda existem muitas tribos por aí que vivem como há centenas de anos atrás.
Beijos e um feliz dia da mulher atrasado.

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Olá meu bem, minha querida com todo o respeito que me merece eu adoro o seu blog. pois através dele eu tenho tido lindos conhecimentos. E lido lendas e histórias maravilhosas, e jamais deixarei de cá vir; pois como gosto de muito de ler enquanto poder virei sempre. Eu só quis deixar aqui o meu testemunho, porque foi passado na minha presença com a minha mãe que Deus haja, pois o chá foi só para lavagem e não para beber, o que é certo é que através da pele ele teve efeitos curativos.
Espero que não fique magoada comigo mas os comentários são para isso mesmo para dar as nossas opiniões através deles, mas se a magoei ficam aqui retratadas as minhas sinceras desculpas.
Beijinhos de luz em seu coração e bem-aja pelo seu blog.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Muito bom Silvana. Gostei muito também do bem-te-vi. Eu era pequeno e ficava me poerguntando. O que esse passarinho fala tanto que viu? Beijos. Parabéns. Tudo de bom aqui,

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Minha querida, minha mãe usava a aroeira misturada com outras plantas, para lavagem de equizema húmido, não chegou a curar na totalidade, mas melhorou sempre bastante.
Beijinhos amiga e continue com suas pesquisas seu blog. é muito esclarecedor e bonito.

Daniel Savio disse...

Interessante, mas chega a ser um fashion week...

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Amapola disse...

Boa tarde Silvana.
Parece que beleza é mesmo fundamental. É tanto sacrifício, para se sentir bela...

Um grande abraço.

Viagens pelo Mundo disse...

Olá Silvana,
Parabéns pela escolha do tema. As fotografias são espectaculares em termos de cor, diversidade cultural,beleza e riqueza de adereços. É espantoso como a noção de beleza varia de sociedade para sociedade mas é precisamente nessa diferença que reside a beleza deste mundo multi-cultural. Fico a aguardar novas histórias com muito interesse. Um beijo, Cristina

aa disse...

Olá,
vim retribuir a sua visita e agradecer-lhe por desta forma me 'trazer' até ao seu 'cantinho'...
Gostei bastante do que aqui vi... Tem aqui um excelente trabalho de pesquisa.
Esta postagem que fala nestas tribos que vivem e se inspiram na natureza são extraordinárias...
As fotografias foram muito bem seleccionadas, mostrando-nos assim um pouco da cultura destes povos africanos...
Voltarei...

AA

Flora Maria disse...

Pois eu adorei a moda deles, e usaria muito feliz, se morasse por perto !
Usar os ingredientes da natureza é inteligente e prático, pois está à mão.

Bela postagem !
Beijo

Claudia Bins (Cacau) disse...

Oi Sil,

O blog Mosaicos do Sul está oferecendo um mimo a seus amigos. O Selo "Blog Oooh-la-la!" está lá para você, sem regras. É só passar e pegar.

Beijo grande e bom domingo.

Cacau

Carmen Regina Dias disse...

Maravilha! Estou encantada com a Beleza que se pode obter seja qual
for a cultura, o povo, o apelo do Belo. Isto é Arte, cultura de essência!