quinta-feira, 4 de março de 2010

O NASCIMENTO DA PIMENTA VERMELHA.

Era uma vez um lobo  que passava o dia se lamentando  da sua pobre situação. Dizia ele:
- Pobre de mim, como sou desgraçado! Durante o inverno o urso hiberna, as aves migram para o sul, alguns animais têm pelos espessos para se protegerem do frio, e eu ?
Os deuses já não aguentavam mais ouvir tanta lamentação.
Até que a deusa das Estações,  penalizada com a sua situação, resolveu ajudar o pobre animal. Deu ao lobo um punhado de sementes , orientando-o que só as plantasse no final da estação fria, e que cuidasse muito bem  para que brotassem.
E assim fez o infeliz animal. Esperou a mudança de estação e plantou as tais sementinhas, regando para que crescessem. Para sua surpresa, logo vieram uns frutinhos vermelhos e como o lobo não sabia o que fazer com eles, começou desfiando o seu rosário de reclamações.
Diante disso, a deusa das Estações novamente apareceu-lhe e falou:
- Colha somente  os frutinhos vermelhos e coloque-os ao sol para secar. Tão logo estejam secos,  triture-os entre duas pedras e guarde o pó obtido em um vidro para que seja utilizado somente no inverno.
Incrédulo, o lobo retrucou:
- Com todo respeito, mas para quê isso serviria ?
E a deusa respondeu:
- Vamos, experimente. Coloque um pouco em sua língua.
E assim fez o coiote, percebendo que seu corpo logo aqueceu, espantando o frio do inverno.

E foi assim que o primeiro pé de pimenta vermelha apareceu na Terra.

Segundo o senso comum, é sempre bom ter um pé e pimenta dentro e casa para espanhar o famoso "olho gordo", as energias negativas. Se o pé secar após a visita de alguém... hum! Sai fora desse "seca pimenteira" o mais rápido possível, porque  também vai secar a sua vida. Muito cuidado com esse tipo de encosto.
Eu gosto mesmo é de uma pimentinha na comida.

 (Desconheço a autoria da imagem publicada acima).

22 comentários:

AVOGI disse...

As minhas pimenteiras estão com os frutos deliciosos e ardentes dependurados. Estão lindas. adoro er as pimentas nos ramos.kiss

Renata disse...

Uma maneira bonita e poetica de contar sobre essa especiaria tao apreciada mundo afora.Gostosinho de ler...

Renata RZ disse...

Oi Silvana!
Meus parabéns pelas pesquisas. Adorei ler algumas das histórias e voltarei para ler mais!
Fico muito feliz em ver as pessoas estudando e divulgando as belezas do nosso país.
Valeu pela visita lá no Dicas Green!
Adorei o poeminha!
Beijos Verdes.
Renata

emília disse...

Silvana, acho o seu blog muito legal!!Apesar de não deixar comentátios estou sempre aprendendo com vc.Não sei se vc viu, mas coloquei o selo dele em "participe", onde coloco selos de campanhas.Vc está de parabéns!!
Hoje,eu vim até aqui para ler sobre "A lenda da Pimenta".Muito engraçada.Meu sobrenome é PIMENTA,de origem portuguesa(Pimenta de Figueiredo)e gostei quando no final a pimenta o aqueceu.
Sou professora, e como gostaria de ter tido o seu blog para pesquisar, na época em que regia sala.Continue...Um abraço e apareça.Emília

Zaza Lombardi disse...

ciao...
Adoro ler suas historias,fico como criança.
Bacio.

HSLO disse...

Que maravilha...não conhecia essa lenda.

abraços


Hugo

Rui da Bica disse...

Muito interessante Silvana.
... e é que aquece mesmo ! :))
Sabe que em Portugal esse fruto vermelho se chama "malagueta" ?
Beijo.
.

Graça Tristão disse...

ADOREI A LENDA DA PIMENTA... não sabia... eu adoro pimenta dedo-de-moça...
PAZ E LUZ
BJCAS
GRAÇA

Mariana disse...

Silvana, que linda e legal esta lenda, eu não conhecia.
Muito obrigada.
Que bom que vim te visitar.

Daniel Savio disse...

Interessante, mas pimenta não apenas aquece (ela arde muito)...

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Jorge disse...

Silvana,
que legal!!!
Gostei mesmo!!!

Saudações urbanas!!
Jorge

O Santo Forte disse...

como anda suas pesquisas???

Nárriman disse...

Muito legal o texto... e eu amo uma pimentinha,mesmo nas estações quentes!! rss

Victor Gil disse...

Querida amiga Silvana.
Aquela frase escrita na madeira diz tudo. Não são precisas mais palavras.
Talvez acrescentar que, meter pimenta vermelha, ou piri-piri, no prato de alguns políticos fosse talvez uma boa ideia, para eles transpirarem cá para fora o veneno que tem dentro.
Beijos
Victor Gil

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Bom Dia Silvana!
A história é bem interessante, como muitas que andei lendo aqui.
A pimenta apesar de ser forte, adoro o efeito que ela causa em alguns pratos.
Xeros!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Aqui em casa costumamos sempre ter um pé de pimenta, atualmente temos a pimenta de cheiro e a utilizamos para temperar carne, frango, peixe, molhos, etc. Dizem os mais antigos, que a pimenta serve para espantar os maus olhos. Rsrs.

Mais uma no meu arquivo, essa eu não conhecia.

Beijos,

Furtado.

Daniel disse...

Muito interessante.
Gosto desses contos (posso chamar assim?)... ou lendas... não sei ao certo o que são, mas gosto de ler.
Beijos

Elizabeth disse...

Oi Silvana,
Tenha um lindo dia, beijo.

Vida*** disse...

A Pimenta não só aquece no inverno. Qto adoça no verão. Através de doces chocolates de Pimenta. Ela é única e inigualável. Tempera a VIDA***Transforma dores em alegrias. Em sua transparência...engana-se quem não souber aprecià-la com o devido respeito. Ela,faz bem ao coração. Cura e da Vida. Liberta as emoções.

Maria Teresa disse...

Arder para esquentar... Quem diria!
Muito interessante.
Bjos

SolBarreto disse...

Hummm so de pensar em pimenta ja me da agua na boca rsrs e foi assim que vim aqui ler...coma oca cheia de agua...adorei a lenda...

sinvaldo disse...

Olá SILVANA NUNES! Gostei muito de conhecer a lenda sobre "O Nascimento da Pimenta Vermelha". Aprecio uma boa pimentinha nas refeições diárias, principalmente se for feijoada, sopas, caldos ou similares e também já conhecia a tal história de se plantar uma pimenteira em casa para espantar olho grande. Lembro-me até da expressão: "Seca pimenteira" para fazer menção àquelas pessoas que estão sempre de "olho gordo" nas coisas dos outros. Adorei o seu trabalho de resgate da cultura popular brasileira e, sempre que puder, estarei retornando para conhecer outros textos. PARABÉNS!!!