quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

AFINAL, QUEM É O BODE EXPIATÓRIO ?


O tema é recorrente: a professora chama a atenção de um aluno por causa de alguma estripulia na sala de aula e a primeira coisa que ele responde é
- "Não fui eu !".

Então, a culpa da bagunça recai sobre aquele estudante que geralmente é mais ingênuo ou menos popular da turma.
São em momentos como este que os bodes expiatórios costumam a aparecer.

O bode expiatório é alvo favorito dos zombeteiros e daqueles que querem fazer alguém se submeter ao ridículo, recebendo arbitrariamente as culpas pelos erros dos outros, explica o escritor e professor Ari Riboldi:

Usar alguém de bode expiatório é jogar doses de ódio, revés e frustração sobre uma pessoa, acusando-a injustamente no lugar do verdadeiro culpado. Em muitos casos, o próprio escolhido é incapaz de perceber que está sendo vítima.

O professor de Língua Portuguesa e Literatura em Porto Alegre (RS), informa que a expressão teve origem em um ritual anual da tradição judaica, chamado de Dia da Expiação (Iom Kippur, em hebraico), que pode ser lido no capítulo 16 do Levítico, livro do Antigo Testamento da Bíblia.

Sacerdotes levavam dois bodes ao templo de Jerusalém para que um deles fosse escolhido, em sorteio, para ser sacrificado e queimado junto com um touro no altar dos sacrifícios. O sangue de ambos era colocado nas paredes do templo.

O outro animal, livrado do sacrifício, tornava-se o bode expiatório, que virava um símbolo de purificação e expiação dos pecados e culpas.
 O sacerdote colocava as mãos sobre a cabeça do bode para confessar todos os pecados de Israel. Em seguida, o povo também depositava os seus erros no animal, que depois era abandonado ao relento no deserto. Dessa forma, acalmava-se o demônio e o povo ficava livre dos males cometidos.

Ao longo da história, diversos bodes expiatórios surgiram, variando de acordo com o local e o período. Entre eles, os hereges, índios, negros, judeus, deficientes, homossexuais, pobres, imigrantes, comunistas, bruxas, leprosos, ciganos e nordestinos brasileiros. 
"Em geral as minorias são usadas como bode expiatório, pois são grupos mais 'fracos'".

Para Riboldi, a história da humanidade é rica em exemplos de dominantes que escolheram os mais fracos e indefesos para pagarem o pato, encobrindo os verdadeiros propósitos, que eram suas ganâncias e ambições. 
"Na história do Brasil, por exemplo, o caso clássico foi a morte de Joaquim José da Silva Xavier, conhecido como Tiradentes." 
Ele foi o único a assumir toda a responsabilidade pela Inconfidência, inocentando seus companheiros, sendo executado e esquartejado.

27 comentários:

líria porto disse...

cara silvana
obrigada por teres aparecido no meu espaço - tanto mar.

entrei nos teus dois blogs, ouvi o barulho das águas, o canto dos passarinhos, gostei de saber das tuas buscas!

quando quiseres, sempre que puderes, volta para um mergulho! também eu moro num pico.

besos

Victor Gil disse...

Amiga Silvana.
O mundo está cheio de bodes expiatórios, de lobos com peles de cordeiros, e cigarras e formigas. Então quando entramos na área política, ui. Os culpados são sempre os dos cargos anteriores. Os corruptos são sempre os outros. Eu? Eu estou inocente e vou provar. Dizem com a cara mais deslavada do mundo, acompanhados pelos seus bem pagos advogados. É assim o mundo real.
Quanto à historia, como não podia deixar de ser excelente, é mais uma para juntar ao muito que já aprendi com elas.
Beijos querida amiga
Victor Gil

angel disse...

Adorei sua visita pois pude conhecer mais uma brasileira e professora que continua ensinando através da net. Sonhos sonhadoras porque acreditamos que só a educação possa mudar este país. Um professor que perde sua paixão, sua fé, não tem mais nada a ensinar. Eu não vivo dentro da mata Atlãntica mas fiz do meu pedacinho de quintal um local agradável para os pássaros e cultivo ali plantas tropicais onde os beija-flores vem todos os dias saborear o seu néctar. Acordo com as maritacas que fazem seus ninhos na grande mangueira e me divirto enquanto faço o almoço vendo a festa que os bem-te-vis fazem na piscina. Eles se consideram os donos e assim soltando sons estridentes fazem voos rasantes e mergulham aqui para sair acolá.. Tem muitos outros passarinhos menores que ficam a espreita de algum alimento. Na árvore que pende da cascata da piscina fazem seus ninhos e é uma festa quando vem alimentar seus filhotes.
Não posso impedir o desmatamento da Amazônia mas posso criar um reduto , mesmo na cidade, onde eles ainda possam viver em paz como se estivessem no paraíso. Aliás, tenho certeza que aqui deve ser um pequeno paraíso pois tenho dois gatos, com mais de 18 anos. vivem tranquilos e nem se importam com os passarinhos. Aqui reina a harmonia.
Adorei a história do bode expiatório. Como professoras cansamos de ver isto acontecer em sala, só mesmo um olhar atento e conhecimento profundo de cada aluno é que podemos livrar pessoas de grandes injustiças.
Abraço
angel

Clecilene Carvalho disse...

O culpado é sempre o outro. É facil fugir das responsabilidades encontrando um bode expiatório para levar culpa. Nota-se que não importa quem é o culpado, pois o importante é achar um para pagar pelo erro. como sempre "a corda arrebenta sempre para o lado mais fraco".

Bloguinho da Zizi disse...

Mais uma vez sou grata por tanto conhecimento que vc nos trás.
Mas fiquei com muita dó do bodinho que fica sobrecarregado de tanto pecado e ainda por cima largado.
Acho que tem um lugar por aqui, neste Brasil, que ia precisar de muitos desses pra limpar os pecados.
Beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

E saber que ainda existem vários Bode Expiatório,principalmente na politica,...

Bom dia amiga!

beijooo.

marcelo dalla disse...

Silvana querida! Muito prazer! Eu já seguia seu blog. Agora prometo que com mais atenção. Também sou professor e gostei de tudo o que disse no meu espaço. Deixaste um belo recado!!!
Também espero que nos tornemos bons amigos.
bjosss

marcelo dalla disse...

Uma piadinha:
Sabe quem é o par do bode espiatório? A cabra cega! rsrsrsrsrs
(adorei aprender sobre a orgiem desse termo)
bjo

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Néctar da Flor e Eu Hoje! querem presentear os amigos.

Serão sorteados:

6 pacotes com curso de inglês Quick English + boné + camisa + meia + chaveiro + pochete, tudo com a bandeira do Canadá.


6 Layouts feitos pela Lelinha, da Fábrica de Layouts [Os modelos são mais simples, 2 colunas, com o topo decorado (de acordo com o tema/clima do blog de cada uma das vencedoras, ou seja, apesar do modelo ser mais simples, será exclusivo) e um background (fundo) colorido. No topo conterá uma referência ao blog Néctar da Flor e site Eu Hoje! , pequena do ladinho que mais for conveniente.]

1 tela 25x 25 da Artista Plástica ADiniz

[surpresa]

Por que Canadá? Porque uma parte da Equipe trabalha de lá, fazendo o humor porreta pras bandas da Alegria melhorar. O site Eu Hoje! já está fazendo parte dos melhores blogs do Brasil, então não fique sem essa animação e atualize seu humor todos os dias, mostrando para quem acessa o seu estado de espírito.

Como faz para participar? Leiam as regras abaixo e sigam as
instruções corretamente.

ATENÇÃO: Só será validado o blog que fizer todas as instruções corretamente.

1 - Se cadastrar no pacote gratuito do EuHoje!
2 - Deixar um comentário no Néctar da Flor avisando que se cadastrou e que está participando da promoção.
3 - Colocar o humor no seu blog.
4 - Postar sobre a promoção no próprio blog
5 - Quem já for cadastrado no Eu Hoje! só informa o nome do blog e retorne para o item 4.

O sorteio será realizado pelo RANDOM e filmado. Os 6 primeiros ganharão os livros e depois mais 6 serão sorteados para ganhar o layout, onde o 13º ganhador levará a tela.

Mostrem que a emoção realmente vale a pena!

Corra lá e faça já a sua inscrição!



Clica aqui: http://www.euhoje.com/



Beijos jogados no ar, sempre!



-

T@CITO/XANADU disse...

Oi Silvana !

Obrigado por visitar xanadu/poesias. Adorei sua proposta,foi um prazer conhecer os seus blogs. Conte comigo sempre!

P A Z !
Tácito

www.xanadupoesias.blogspot.com

Jorge disse...

Silvana
Cultura é isso. Conhecer as explicaçõe sde muitos porquês?
Aqui, Silva, acaba se tornando uma verdadeira enciclopédia do cotidiano.
Adoro isso!
E a vc, minha amiga das selvas, obrigado por compartilhar esses ensinamentos maravilhosos.

Um beijo com saudações urbanas!
Jorge

M. Lourdes disse...

Silvana
Em todo o lado há bodes expiatórios. É o mundo que temos...
Não sabia a origem desta expressão também muito usada em Portugal.
Se me der permissão, um dia destes vou transcrever o seu post no meu "Açor", pois deve haver muitas pessoas que, como eu, desconhecem essa origem.
Beijinhos

Sandra Botelho disse...

Bodes expiatórios, alguns se permitem ser. outros nem sabe que são, e ainda outros sofrem por ser.
Belissimo texto, adorei.
Bjos querida.

Lira Santos disse...

Silvana,
O ser humano é assim..
sempre busca um bode para
sentir-se menos culpado, jogando a culpa em outro.
Porquê???????
Um bom fim de semana!!!
E viva os passarinhos...

G. disse...

Olá Silvana
belezura isso aqui hein?!
me senti em plena mata... adorei
beijos e sucesso na net
G.

Eduardo Santos disse...

Olá amiga. Que maravilha de trabalho você apresenta neste espaço. Os meus sinceros parabéns. Vou levar seu selinho e dar destaque no meu blog individual. Cá voltarei, se Deus quiser. Tudo de bom para você e para os seus.

manuel marques disse...

Mais um texto de se lhe tirar o chapéu.

Abraço.

Fernanda disse...

Olá amiga Silvana,

Já há muito tempo que não passava por cá... a razão é simples, mais trabalho.

Gosto muito dos seus contos, sempre adorei histórias fantásticas.
Ainda hoje fico como uma criança ao lê-las.

Obrigada por mais esta.
Beijinhos
Fernanda Ferreira

Reino da Fantasia disse...

Este cantinho nos ensina com maestria.bjs.

Zininha disse...

Oi minha querida, vim me inundar de tua sabedoria... que coisa boa tudo que nos conta...
saudações florestais amiga...
beijos...

Regina Fernandes disse...

Oi Silvana
A gente chega aqui e sai sempre mais sábio!
Uma beleza seu blog.

Bjs
Lindo dia.

Sônia Silvino disse...

Sabe tuuudo essa fadinha da floresta! Ótimo fim de semana, menina!
Bjkas!!!

REGINA GOULART SANTOS disse...

Silvana, bela aula.
Por isso que adoro passar por aqui.
Suas histórias emocionam, e nos surpreendem, quão rica é a cultura popular brasileira.

Bjs.

Joana disse...

Gostei muito do texto.
Beijinhos Joana

Daniel Savio disse...

E no final das contas, ninguém quer ser o bode expiratório para nada...

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

sonia disse...

Silvana,
Gosto de visitar seu espaço.
Há sempre histórias interessantes e reflexivas.
Conheça meu espaço,ficarei feliz com seu comentário e quem sabe voce será minha seguidora?
http://saladeleituraciep280.blogspot.com
Um abraço,
Sonia.

Sena do Aragão disse...

Essa eu não conhecia...

E ainda hoje é possível se ver muitos Bodes Espiatório por aí.