domingo, 14 de fevereiro de 2010

A ORIGEM DO CARNAVAL NO BRASIL.

O carnaval  é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas  do mundo. Alguns historiadores atribuem  a sua origem  na Grécia antiga, há 10 mil anos a.C., quando homens e mulheres se reuniam no verão, com os rostos mascarados e os corpos pintados, para espantar os demônios da má colheita. 
O termo carnaval é de origem incerta. Para uns o vocábulo "carnaval" advém da expressão latina carrum novalis (carro naval),  uma espécie de carro alegórico em forma de barco, com o qual os romanos inauguravam suas comemorações. Para outros, a palavra seria derivada da expressão carnem levare, modificada depois para carne, vale! (adeus, carne ou despedida da carne), anunciando  a supressão da carne devido a Quaresma. 
O carnaval desembarcou no Brasil em 1753,  com o nome de “entrudo” ( do latim introitus, -us, entrada, começo: nome com o qual a igreja católica denominava o começo das solenidades da Quaresma ), devido a  grande  influência dos portugueses da Ilha da Madeira, Açores e Cabo Verde. O “entrudo” era um conjunto de brincadeiras e folguedos que  consistia em loucas correrias e  mela-mela de farinha e água com limão. 
Tanto em Portugal como no Brasil, o carnaval não se assemelhava aos festejos da Itália Renascentista, cujas brincadeiras de rua, muitas vezes violentas, acometidas de  todo tipo de abusos e atrocidades: era comum os escravos molharem-se uns aos outros usando ovos, farinha de trigo, polvilho, cal, goma, laranja podre, restos de comida, enquanto as famílias brancas divertiam-se em suas casas derramando baldes de água suja em passantes desavisados, "num clima de quebra consentida dentro da extrema rigidez da família patriarcal".
Com o passar do tempo e devido a insistentes protestos, o entrudo civilizou-se, trocando as substâncias nitidamente grosseiras por outras menos comprometedoras, como os limões de cheiro (pequenas esferas de cera cheias de água perfumada) ou como os frascos de borracha ou bisnagas cheias de vinho, vinagre ou groselha. Estas últimas foram as precursoras dos lança-perfumes introduzidos em 1885. E assim, gradativamente o mela-mela  acabou sendo substituído pelas  tradicionais batalhas de confetes e serpentinas.
As alternativas encontradas para  modificar  a festa carnavalesca brasileira,  foram através das importações de bailes  e dos passeios mascarados parisienses, colocando o “entrudo popular”  sob forte controle policial.
No final do século XIX  aparecem os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos “corsos”. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas da cidade. Daí a origem dos carros alegóricos típicos das escolas de samba atuais (foto 3).Mas foi no século XX que a festa torna-se cada vez mais popular, devido às marchinhas carnavalescas que deixavam a festa mais animada.
No Brasil, o carnaval é festejado tradicionalmente no sábado, domingo, segunda e terça-feira anteriores aos quarenta dias,  que vão da quarta-feira de cinzas ao domingo de Páscoa. A quarta de cinzas tem esse nome  devido à queima dos ramos no Domingo de Ramos do ano anterior, cujas cinzas são usadas para benzer os fiéis no início da Quaresma.
Atualmente no Rio de Janeiro, as escolas de samba fazem desfiles organizados, verdadeiras disputas para a eleição da melhor escola seguindo uma série de quesitos. Com o crescimento dessas agremiações, o processo de criação se especializou, gerando muitos empregos nos chamados barracões das escolas de samba. O desfile mais tradicional acontece no Rio de Janeiro, na Passarela do Samba, na Marquês de Sapucaí - como é chamado o "sambódromo carioca' - , o primeiro a ser construído no Brasil (foto 4).
Já o carnaval de rua manteve suas tradições originais na região nordeste do Brasil. Em cidades como Recife e Olinda, as pessoas saem as ruas  durante o carnaval em ritmo de frevo (foto 5) e do maracatu (foto 6)
Na cidade  de Salvador, o carnaval é comandado pelos famosos trios elétricos, embalados por músicas dançantes de cantores e grupos típicos  da região. Destacam-se também os blocos  negros como Olodum e o Ileyaê, além dos inúmeros blocos de rua e do Afoxé Filhos de Ghandi.
Para finalizar essa  prosa - estou saindo para cair na folia -, eu posso afirmar que o carnaval foi  amplamente aprovado e adotado pela população brasileira, o que tornou essa festa uma das maiores comemorações do país.

Você tem alguma dúvida disso ?

Bem, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER.

MEU CORAÇÃO É VERDE E ROSA! 
EU SOU ESTAÇÃO PRIMEIRA DA MANGUEIRA !

Desconheço a autoria das imagens publicadas acima.

44 comentários:

Lidia Ferreira disse...

como sempre minha querida lindo texto
bjs
Vc ja esta conseguindo entrar no meu blog? era uma pane do google mesmo?

Deusa disse...

olaaaaaaaaaaa
vim jogar um pouco de " confetes" aqui...rsrsrs
sejam seus dias de carnaval agitados ou não , deixo um pouco de Alegria !!
abraço carinhoso
Lilian

Pelos caminhos da vida. disse...

Eu tenho saudades dos carnavais de outrora, eram mais sadios.

Bom carnaval pra vc amiga.

beijooo.

Sandra Botelho disse...

perfeitamente escrito...
Sempre mais cultura.
Bjos querida e um lindo domingo

Amapola disse...

Bom dia, Silvana.

Muito bom.

Um abraço.

Vitor Chuva disse...

Olá Silvana!

Beliíssima descrição da forma como o carnaval chegou ao Brasil e das influências e tranformções sofridas ao longo dos tempos, até chgar ao seu figurino actual. E, aqui chegados, o sentido da história inverteu-se - e muito.Nas últimas décadas, e ao contrário do que aconteceu com a chegada do entrudo ao Brasil, a influência tem-se feito sentir em sentido contrário, e o entrudo português virou carnaval Carioca, do Norte ao Sul do país. Os corsos são tipicamente à Brasileira; só o sol não viajou para cá, e, desfilar com este frio, com pouquinha roupa, só mesmo para gente corajosa ...
... E bom carnaval para si.
Beijinhos.
Vitor

Pérola disse...

Bom dia minha querida,agradeço a sua visita.
Estou seguindo seu blog,este eu ainda ñ conhecia rs.
Para ser franca ñ sou chegada a carnaval, aproveito esses dias para descansar mas aprecio quem gosta.
Parabéns pelo bom gosto.
beijokas.

Pelos caminhos da vida. disse...

Que pena amiga, mas eu estou te seguindo.

beijooo.

Vicktor disse...

Querida Silvana

Que excelente partilha que muito veio enriquecer o meu saber.

As profundas tradições d Brasil me encantam...

Falarei contigo mais vezes bre este tema, pois vou visitar-te assiduamente.

Beijinho.

Luis disse...

Querida Silvana,
Nunca tinha sido deste jeito que ouvi dizer... como tinha nascido o Carnaval! Mas gostei imenso e se não se zangar leválo-ei, a este post, para a minha Tulha para a engrandecer. É merecedor de ser conhecido por mais gente dada a sua qualidade!
Vá para a sua folia e divirta-se muito pois a época é para isso mesmo.
Um beijinho folião.

Jorge disse...

Silvana,
Que aula!!
Não sabia disso!
A vida é linda pois sempre estamos aprendendo.
Silvana, obrigado e um ótimo carnaval!!
Saudações urbanas,
Jorge

Jorge disse...

Oi Silvana!!!

Não sou de folia, gosto de tranquilidade.

Beijos serenos com saudações urbanas,
Jorge

Jorge disse...

Silvana,
Jamais nos abandonaremos, não é mesmo?
E problemas com PC é coisa chata, mas a distância não consegue separar aqueles tem amor no coração. E nossa amizade já vem de há muito.

Um beijo, ce coração e bom carnaval. Curta bastante!!!

Beijo, de novo
Jorge

manuel marques disse...

Deveras interessante.

Beijos.

Rosan disse...

oi Silvana.
apezar de não gostar nem um pouco de carnaval, sempre é bom saber um pouco mais, e a historia do carnaval eu não conhecia...nem fazia idéia
obrigada por compartilhar...boa folia para ti, se tu gostas ou descanse se não gosta, como eu.

beijos

papoila disse...

Gostei muito do seu texto e aprendi bastante com ele.
Eu não gosto de Carnaval! Mas, gostava de um dia ir vê-lo no Rio :)

Para si e todos os que gostam desta época desejo que se divirtam muito muito.
Beijinhos

catwoman disse...

Mais uma bela lição e eu, que nem gosto muito do carnaval, fiquei entusiasmada com ela,pois como me dizia há dias um formando: se não conhecemos a nossa história como podemos compreernder quem somos e dar valor ao que nos rodeia?
Esta foi outra lição que eu aprendi de alguém que olhando para ele poderíamos considerar um marginal e a extrema sensibilidade para estes assuntos, a enorme cultura geral... Mais uma vez a máxima é verdadeira: never judge a book by the cover.
Bjs e óptimo carnaval.

analu disse...

Oi! meu amor jamais barrei alguém para ter acesso ao meu blog. Amo todos que cheguem no meu blog, até acho que não mereço, é uma honra te-la aqui, ou melhor te-la lá. tudo que posto ficou muito louco, desde entrei no blog da Leila da bruxinha, desde então está apresentando problema, a pr[opria Leila diz que está tendo problema. Peço desculpas , sou uma pessoa que preza a transparencia. Vou tentar resolver. Com muito carinho Analú

ZildaeAntonio disse...

Oi, Silvana
Tudo bem com vc?
Muito interessante o seu Post, sempre nos passando muito cultura e transmitindo as curiosidades do "jeito que você ouviu dizer".
Um abraço e tudo de bom!

Teresa disse...

Olá Silvana
Passei só para dizer que não a bloqueei, pelo contrário, passo por aqui com frequência, gosto muito das suas histórias.
Bjs

M. disse...

Olá, Silvana!
Também escrevi sobre o Carnaval no meu blog.
Confesso algum fascínio pelo modo como os brasileiros vivem esta festa. Aliás, para vocês tudo é festa! ;)

Beijinhos.

Daniel Savio disse...

O post está, mas o problemas que estamos explorando demais o carnaval (pow, será que precisa de tanta "pelada" assim?)...

Queria ter nascido na época que havia os bailes de carnavais, deve ser maneiro participar.


E desejo que você consiga dar o jeito no teu perfil...

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Inspirações disse...

Olá Silvana!
Este post foi uma autentica "bombinha" de cultura e saber jogada em cima de mim ;) Como naõ ligo muito ao carnaval este foi o ponto alto destas comemorações. Adorei!
Jinhos
Paula
(ah, aqui tá 1 grau... talvez um pouquinho do vosso calor (humano e ambiente) animasse o pessoal!)

Amapola disse...

Boa tarde, Silvana.

Espero que aquele defeito no link seja passageiro. Sinto a falta dele aqui no meu cantinho.
Eu não viajei não... preferi ficar quieta.
A matéria sobre o carnaval foi muito boa.Carnaval é lindo!

Um grande abraço.

Jeanne disse...

Prefiro os carnavais de rua, acho mais democráticos.
Espero que tenhas resolvido o problema com o google, acho que estas panes são passageiras.
Bom carnaval, beijos

Sônia Silvino disse...

Este blog é pura cultura!!!
Minha amiga, conseguiste resolver aqueles problemas? Espero que sim.
Teu blog é destaque da semana no THE BEST BLOGS:
http://soniasilvinothebestblogs.blogspot.com Confira como ficou!
Bjkas!!! Ótimo feriadão!
Sônia

Fátima disse...

Mais conhecimento sobre nossos costumes, muito bom mesmo.
Obrigada por nos enrriquecer de saber.

Então já que o tema é esse, muito confete pra você.

Chica disse...

Sempre informando...deixo um beijo e votos de um lindo carnaval ou descanso pra ti!beijos,chica

eFe disse...

olá
bem diferente seu blog!
tem conteudo, hehe

um bom carnaval,
beijo
eFe

Ricardo Calmon disse...

VERDADE PROFESSORA CARÍSSIMA FOTO DE BLOG SEU É ÚNICO,ASSIM COMO CONTEÚDO,MEINENTEMENTE CULTURAL!SEMPRE TE LEIO,HÀ TEMPOS!!fESSORA ESQUECIDA UMA NOITE DE DOMINGO,BOA!VIVA LA VIDA

Rosemildo Sales Furtado disse...

A origem do carnaval pra mim era totalmente desconhecida, mais uma que aprendi, e assim, diminuir a minha ignorância. Belo texto.

Espero que tenhas solucionado o problema com o PC.

Beijos e ótimo carnaval sem exagero.

Furtado.

Lidia Ferreira disse...

Querida sera que e seu provedor? pq ja perguntei a varias pessoas e meu blog esta normal
bjs

Manuela Freitas disse...

OLÁ SILVANA,
DE FACTO É ASSIM COMO TU DIZES!...NÃO É DO MEU TEMPO, MAS EM PORTUGAL ESSA FORMA «FARRAPEIRA» DE FESTEJAR O ENTRUDO DEVIA SER MUITO MAIS GIRA, PORQUE TAMBÉM TINHA A COMPONENTE DA CRÍTICA POLÍTICA E ISSO É QUE FEZ AS AUTORIDADES ACABAR COM ISSO, QUANDO VIVIAMOS EM DITADURA.A FORMA DE HOJE FAZER O CARNAVAL POR CÁ, É UMA POBRE IMITAÇÃO À BRASILEIRA, DE GENTE DESCASCADA, SÓ QUE CÁ ENFRENTANDO UM FRIO DE RACHAR!...

BJS, BOM CARNAVAL,
MANU

M. Lourdes disse...

Olá Silvana
Aproveite bem o Carnaval e divirta-se.
Pessoalmente não gosto destes festejos, mas quem lhes acha graça deve aproveitar ao máximo as ocasiões que têm para se poderem divertir.
Beijinhos
Lourdes

puga assis disse...

Que bela descrição do Carnaval Brasileiro. O melhor convite para o que imagino um dos mais belos espectáculos do mundo. Parabéns. Tem em mim um admirador.

Mizinha disse...

Seu texto está muito lindo, e explicativo,gosto do carnaval apenas para curtir as fantasias ,em minha casa no conforto de meu sofazinho,mas já brinquei um pouquinho sim. E conhecia metade da historia que vc contou ,as outras coisas foram novidades para mim,OBRIGADA Por vc existir Amiga SILVANA muitos bjs e bom carnaval pra vc.

Viiii disse...

Hihi, que fofo!! Bom carnaval pra você.. Às vezes eu me pergunto se existe cultura mais miscigenada do que a nossa, cada traço tem enes origens, misturas inusitadas, e vamos combinar que isso é o melhor mesmo!Bom carnaval e divirta-se com sabedoria, beijos.

mulherpolvo disse...

Depois (ou antes??) de um ano inteirinho de lutas, nada como cair na folia. Aqui no Rio é bom demais: como disse Perfeito Fortuna na revista do jornal O Globo deste domingo, tem gerente de bando brincando ao lado do endividado, tem patrão brincando ao lado do empregado. Diferenças sociais, raciais e outras são esuqecidas, por quatro maravilhosos dias.
E viva o carnaval!!!

Amapola disse...

Passando aqui para lhe desejar um bom dia.

Um grande abraço.

Heyder Numeriano disse...

agora quando alguém me perguntar da origem do carnaval, vou saber explicar...rsrs
ótimo blog, excelente post.
ah, já te sigo a algum tempo, mas tá faltando uma parceria, meu linkbanner por seu linkbanner, que tal? rsrs
aguardo contato.
http://www.peitolinape.blogspot.com/

Rui da Bica disse...

O Carnaval Brasileiro é único no mundo !
Acho ridículas as tentativas de imitação que por cá se fazem, com temperaturas negativas e chuva e com as mulheres semi-nuas (como no Brasil)a desfilarem em samba, tal Carnaval carioca !...
Simplesmente caricato !
.

SolBarreto disse...

Adorei o texto e as imagens são lindas!

Maria... disse...

SILVANA,
Consegui acessar seu blog normalmente e fui aos seguidores e estou lá. Esse blogger está meio maluco mesmo. Passei o Carnaval em casa "bordando" kkkkkk. Mas espero que vc logo resolva o problema.
bj e fique com Deus.

J. Araújo disse...

Muito bem contada as origens do carnaval. Parabéns por essa aula de história com que vc nos brinda.

Bj