quinta-feira, 26 de novembro de 2009

A CONQUISTA DO FOGO.

Dono do Fogo, não tenha medo. 
Eu não vou machucar você. 
Eu só quero que você me ensine onde está o fogo. 
Minha gente precisa do fogo.

O Urubu-Rei ficou um pouquinho zangado, mas mesmo assim chamou o seu filho, um passarinho preto, e ordenou que ele fosse buscar o fogo. O passarinho foi buscar o fogo no céu e ao voltar veio descendo bem devagar para que ele não apagasse. O fogo foi entregue a Kanassa que, na mesma hora, soltou a perna do Urubu-Rei. Este, antes de ir embora, disse para o índio corajoso:

"Quando o fogo apagar, quebra uma flecha em pedaços, amarra bem um pedaço sobre outro e firma no chão. Em seguida, procura uma varinha de urucum e com ela, apoiando uma das pontas nos pedaços da flecha, gira com força até o fogo surgir."

Tendo conquistado o fogo, Kanassa precisava atravessar de volta a Grande Lagoa. Nessa travessia, o herói recebeu a ajuda especial da cobra Itóto, que ficou conhecida como "a cobra que conduziu o fogo". De volta à aldeia, Kanassa ensinou a sua gente a fazer, a conservar, a apagar e a utilizar o fogo. Desde então os Kuikúru também são Donos do Fogo.

(História recontada do folclore indígena pelo museólogo e poeta Mário Chagas )

15 comentários:

Jorge disse...

Será que esses contos tem ligação com outras mitologias, de outros povos?
Será que a origem é uma só?

Saudações urbanas, Silvana!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Passando pra deixar um abraço e desejar um ótimo dia pra vc.

beijooo.

Sandra Botelho disse...

Interessante...
Bjos no coração!

ZildaeAntonio disse...

Oi, Silvana
Vindo aqui eu estou aprendendo muito com as suas fábulas e a riqueza do folclore.
Muito obrigada!
Um abraço e tudo de bom!

Sônia Silvino disse...

Silvana!!!
Cada texto teu que leio, me surpreende pelo conteúdo que eu não conhecia e pela maneira com que desenvolves. Atrais a nossa atenção e nos deixa maravilhados com a nossa cultura.Tu és simplesmente maravilhosa, pro!
Bjkas!!!

Layla Barlavento disse...

Lindas essas lendas indígenas não é?
Obrigada por tanta cultura compartilhada.

Beijos na alma
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

E aí beleza? disse...

Olá Silvana, estava olhando o seu blog e gostei muito, belas postagens e criatividade é o que não falta....

Continue assim

danielrodrialmeilei.blogspot.com

Valéria Russo disse...

SILVANA>..
que linda a história do fogo...
adorei, esta eu não conhecia..
obrigada por tanta informação.
bjuivos de carinho e um lindo fim de semana pra vc.
loba.

manuel marques disse...

"Porque o fogo que me faz arder é o mesmo que me ilumina "

Linda história querida amiga.

Beijo.

alegria de viver disse...

Olá querida
Não conhecia esta lenda, muito interessante.
Com muito carinho BJS.

Tite disse...

Verdadeiro ou não...

foi desse jeito que eu ouvi você dizer

Adorei!!!!

beijosssss

Erica Ferro disse...

Hummm, interessante.
Obrigada pela visita, volte sempre.

Beijo.

Gerana Damulakis disse...

Esta é bonita, até singela, diria.
Mas, sabe, eu estava me acostumando a me arrepiar e senti falta. Acabei de me conhecer um pouco mais aqui: eu gosto das histórias de horror, Silvana!

myra disse...

sim, lutemos por um mundo melhor!! sabe teu cabeçalho é belissimo!
um bom dia para voce, e muitos beijos,

Bárbara disse...

Adoro o folclore indígena contém as histórias mais legais e fantasiosas!
Beijooooooooos!