sábado, 7 de novembro de 2009

O MAJESTOSO BAOBÁ MARIA GORDA.

“Sorte por longo prazo
a quem me beija e respeita
mas sete anos de azar
a cada maldade, a mim feita.”
(1627)

Na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, mais precisamente na Praia dos Tamoios, reside uma velha senhora de noventa e dois anos, chamada “Maria Gorda”.

Lá ela vive placidamente, cercada de passarinhos, de frente para o mar. Ninguém a molesta.

Conhecida de todos na ilha ela é respeitada e querida, um patrimônio de lugar.

Vinda de Manaus, em 1907, lançou suas raízes nos Tamoios, pelas mãos do Dr. José Caetano de Almeida Gomes, médico, professor e famoso pesquisador em Botânica. Começou a crescer e a engordar e tanto engordou que recebeu o apelido vigente até hoje: Maria Gorda. Título que não lhe causa o menor aborrecimento. Ela é gorda mesmo… Seu tronco já está com três metros de diâmetro, mas com o passar dos tempos ainda ficará mais encorpado, posto que suas irmãs de espécie chegam a viver trezentos anos e alcançam setenta metros de altura com diâmetro de oito metros!

Abençoada Maria Gorda! Abençoado baobá, trazido pequeno para Paquetá! Hoje, ereto, com suas grossas raízes e seus galhos imensos parece um gigante zelando por todos nós e pela terra que o acolheu.

27 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Eu nunca te vi.
Mas sei que você realmente existe!
Eu lhe transformo em realidade,
Como magia espalhado no ar!
A sua voz é como de um Anjo,
embora nunca a tenha ouvido.
Você sempre tem uma palavra de
conforto e alegria.
Embora esteja longe sempre
lhe sinto bem perto de mim!
Você é muito especial para mim
e enquanto você estiver em minha tela,
Eu nunca estarei só.

Bom dia.

Fim de semana de muita paz,saúde, amor.

beijooo.

Úrsula Avner disse...

Oi Silvana, bonito blog e bonita mensagem de vida... Fiquei muito feliz com sua visita e comentário tão gentil. Certamente nos encontraremos mais vezes. Obrigada pelo carinho e grande abraço.

Maria Letra disse...

Cara Silvana,
Ontem gostei ... hoje regressei.
Foi lindo saber que a Maria Gorda é respeitada, independentemente da sua forma física - o que nem sempre, infelizmente, acontece.
LONG LIVE MARIA GORDA!!!
Maria Letra

ღ SOL ღ disse...

Silvana,
obrigada por passar no meu cantinho. Olha eu fiquei admirada com seu blog. É a cultura do Brasil dentro do seu blog, as histórias, as fotos e as frases e pensamentos...São muitas informações...preciso voltar mais vezes para conhecer aos poucos...obrigada e boa noite

Blog da Joana Paro disse...

Belíssimo blog, Silvana! Doce surpresa numa manhã chuvosa de sábado de primavera!
Adorei tua visita e mais ainda descobrí-la por aqui!
Beijão cheio de inspiração.

Joana.

Lidia Ferreira disse...

Minha querida , não precisa agradecer ,sou eu que tenho que agradecer a voce por suas historias , sei que vc as escolhe com carinho e nos conta com o mesmo , vc e a nossa contadora de historia a nossa Forrest Gump
bjs tenha um otimo final de semana

Luciana Casado disse...

Oi Silvana! Que árvore linda, que história linda!! Gostaria muito de conhecer pessoalmente a Maria Gorda, dar um abraço nela e ficar bem pequenininha... hehhe
Lindas palavras, parabéns!!!
Bjus, Lu

Sandra Daniela disse...

Olá! Desculpe demorar a agradecer a visita!

Se blog é muito interessante! Adorei este post, é muito bonito ver as pessoas respeitarem a natureza, independentemente se é por medo do azar, devemos respeitar!

beijinhos

VÓNY FERREIRA disse...

Obrigada pela visita ao meu blog.
Gostei de conhecer o seu espaço.
Cumprimentos

Arthur Alter L. disse...

Olá Silvana,
Quem que passou por aqui. Estou ai te seguindo gostei de seu blog.
Na semana passada os meninos do Ká Entre Nós fizeram uma campanha verde. Foram mais de 100 blogs postando juntos com um mesma tema. (O DIA VERDE NA BLOGOSFERA)Visita o blog deles. http://toaquivocetambem.blogspot.com/
foi um sucesso as postagens.
Bju

Daniel Savio disse...

Se não me engano, não é o baobá que o Pequeno Principe tenta arrancar do planeta dele?

Eu entendi a teu interesse pelo rei portugues

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Simone Anjos disse...

Olá Silvana,
Abençoado baobá, abençoadas florestas que nos dão vida, energia, ar...
Obrigada amiga pela visita em nosso blog.Também estou seguindo esse espaço maravilhoso.
Beijos na alma,

Lucia França disse...

Oi Silvana, Tudo bom?
obrigada por ser minha seguidora e tbm vou te seguir pois gostei muito do seu blog.
Gostei das suas histórias e sempre vou estar passando por aqui,tem muita coisa boa pra ler,espero que continue passando pelo meu blog tbm.
bjs no coração e mais uma vez obrigada.

Felina Mulher disse...

Que linda história Silvana.

“Sorte por longo prazo
a quem me beija e respeita
mas sete anos de azar
a cada maldade, a mim feita.”
(1627)
Adotarei esta frase embaixo de cada árvore do meu quintal, em homenagem à " Maria Gorda".

Parabéns!!Bom Fim de semana!

Barbara disse...

Estou mesmo prá ir a Paquetá e vou ver a Maria Gorda.
Mas copiei a praga que está escrita na placa. (nunca se sabe...)

Anabela disse...

Esta esta engraçada,sabes porque?porque eu estava a imaginar uma velhinha de carrapito,com os seus 92 anos e gordissima,quando descubro depois que é uma árvore!!!!apanhaste me,bjs

alegria de viver disse...

Olá querida
Mais um belo texto, que linda essa arvore.
Com muito carinho um bom fim de semana BJS.

Graça disse...

Oi, Silvana!
Bem que vc disse que eu iria gostar!!!
Amei essa história do baobá "Maria Gorda"... e do jeito que vc conta, fica perfeito.
Somente assim para a gente conhecer certas maravilhas!
Ah, observei que o título da postagem está 'babá'; é isso mesmo? Você não quis dizer baobá?
Tchau, linda.
Bom findi, como dizem por aí...

REGINA GOULART SANTOS disse...

Silvana, querida, tem um selinho prá você. Uma brincadeira salutar para relaxar um pouco.
Bjs.

manuel marques disse...

Lindo,abraço.

Anna Linhares disse...

Muito boa a história! Que bom que respeitam "Maria Gorda", mas, provavelmente seria mais respeitada na renascença. Rsrsrsrs.
Legal! E o mais bacana que "Maria Gorda" saiu aqui da Amazônia! Vida longa a ela.

Boa noite!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Obrigada pelas palavras tão queridas, menina linda.

Beijo imenso.

Rebeca

-

louca esquizoffrenica disse...

Obrigado pela sua visita silvana. Gostei de conhecer o seu espaço e essa nobre luta por um mundo melhor. Voltarei! beijo de paz

REGINA GOULART SANTOS disse...

Que presente divino este Baobá, tão imponente e que atravessará pelo menos 300 anos.
Sou apaixonada por árvores centenárias, que tudo vêem, registram fatos, histórias, e demarcam séculos de vida.
Na próxima vez que eu fôr à Paquetá, com toda certeza, farei uma reverencia seguida de uma prece para esta honrada Senhora.
Linda a história.
Muitos beijos

ZildaeAntonio disse...

Oi, Silvana Nunes
Agradecemos pela sua visita em nosso Blog! Aqui estamos e ficamos encantados com seu trabalho e dedicação, assim teremos um mundo melhor!
Um abraço fraterno! Voltaremos sempre!

Mimirabolante disse...

Que história incrível.....uma vez,vi uma reportagem bastante interessante,de como ele guarada água.....agradeço a sua gentil visita e as suas palavras doces....bjcas mimirabolantes p/ vc !!!!

Fabiano Mayrink disse...

Nossa que magnifica especime, que enraisou e adorou este humilde pedacinho de terra, e esta a presentear os moradores com suas magnificas folhas e sombra, graças ao Dr. Jose Caetano!