quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A VERDADEIRA FACE DA LUA-DE-MEL.


A organização de todos os detalhes de um casamento não é uma tarefa árdua. São gastos meses para que o grande dia seja perfeitamente como o sonhado pelos noivos. E, depois da cerimônia, troca de alianças e recepção, os recém casados só pensam em uma coisa: aproveitar bastante a sua “lua-de-mel”, para que os primeiros momentos a dois sejam inesquecíveis.
E por falar em "lua-de-mel, alguém sabe me dizer de onde vem essa expressão ?
A origem desse termo tem algumas versões diferentes.

A mais conhecida diz  que esse termo surgiu com antigas tribos germânicas que se casavam no período da lua-nova e durante o mês inteiro bebiam uma mistura afrodisíaca adoçada com mel para terem sorte.
Outra versão afirma que o termo teve origem lá em Roma Antiga, nos casamentos por captura: um homem apaixonava-se por uma mulher, raptava a amada, muitas vezes contra a sua vontade, e a escondia por um mês ( de uma lua cheia a outra) em algum lugar bem afastado, onde ninguém pudesse encontrar. Durante esse período, os dois bebiam uma mistura afrodisíaca adoçada com mel, até que ela se rendesse à sua sorte.
A lua cheia sempre foi um momento ideal, desde a antiguidade, para festas de casamento, pois como não existia luz elétrica, o luar iluminava a noite festiva.
Uma terceira versão nos conta que em Roma,  os convidados  pingavam gotas de mel na porta da entrada dos noivos, para que estes tivessem uma “vida doce”.
Bem, seja  qual for a verdadeira versão , não faz lá muita diferença. O que interessa é que a “lua-de-mel” faz parte do sonho de qualquer casal que busca  momentos sublimes  para viverem um grande amor.

23 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá! Dei uma passadinha por aqui,

só para ver como você estava

e te desejar um

ÓTIMO DIA!!!



Lembre-se, hoje é um dia muito especial,

Melhor que ontem e muito melhor que amanhã,

Hoje você têm a oportunidade de fazer as coisas diferentes.

Bom Dia!!!

beijooo.

Fabiano Mayrink disse...

deve ser lindo mesmo, um casamento ao luar, na praia ou em uma floresta, tudo lindo arrumado com luzes de belas fadas, com tochas encantadas e musicas lindas dignas dos seres magicos, o tapete seria de relva fresca, a passarela adornada da mais puro e fluido tecido, o buque das mais belas flores silvestres, e o luar a abençoar o casal, ai que lindo!

xoogle disse...

Oi. Parabéns pelo seu blog. Com mais calma lerei mais os seus textos. Parece-me tudo interessante.

Beijo.

Ivan.

Ana Claudia disse...

ola! sou militante dentro da ideia de que apenas a educação e o afeto ira mudar o mundo, sou estudante de biblioteconomia sou voluntaria de alguns projetos dentre eles o DOUTORES DA LEITURA que em contato com as criaças vivenciamos mesmo que por pouco tempo a realidade da educação de cada uma. sou fã da cultura local, achei seu blog BARBARO! e venho aqui responder a seu comentario! grandes bjss e realmente espero assim como vc que sejamos amigos(as) e não somente isso + tambem referencia dentro das nossas realidades
1 xero!

Beta disse...

Adorei a história de hj!!
Linda
bj
Beta

Mari disse...

Oi Silvana vim retribuir,vim conhecer o seu cantinho e estou gostando muito.
Obrigada por me seguir,ah eu sempre deixo a resposta dos comentarios no meu blog mesmo,onde vc deixou um comentario ok,depois passa sempre pra dar uma olhadinha
Muito legal,vc tbé tem o Fabiano como seguidor ele é uma ótima pessoa.
http://maritateno-mari.blogspot.com
Minha casa,passa lá e me de uma visita,rs
Bjos

Patricia Mascarenhas disse...

Oi querida, vim retribuir a sua visitinha e ja sou seguidora!
Amei o seu blog, cheio de personalidade e boas historias!
Eu tambem, como vc e como mae de tres criancas, acho que so o amor e educacao podem mudar o mundo e leitura e' fundamental!
Virei aqui sempre ler todas as suas historias e tambem espero a sua visitinha!

Beijinhos e tudo de bom!

Ginha disse...

Olá Silvana... permita-me essa intimidade!!!
Encontrei o seu blog de forma inesperada e estou gostando de ter essa leitura diária. Não lhe conheço, muito menos a gravidade dos problemas de saúde que está enfrentando, (vc falou deles no Blog de uma amiga...)mas quero dizer que torço para que nunca cesse a possibilidade de vc, através deste espaço, colorir nossas vidas a cada dia!!! Adorei o tema de hj... viajei no tempo ao lembrar de minha lua-de-mel e das expectativas que carregava!!! kkkkkkk
Abraços

Barbara disse...

Gostei da aula.
Mas sou meio que realista ou idiota.
O mel vem das abelhas que não são originárias deste planeta.
O amor da lua de mel também não.
(Que comentário idiota - esquece o realista)

manuel marques disse...

Bom é estar em lua de mel constantemente.

abraço.

Bernardo Guimarães disse...

vim retribuir a visita e tb gostei do que vi aqui; além do leiaute lindo, os textos são otimos. frqguês, de vez!
abr.verde (sou o presidente do pv em meu município )

TiO ZeH disse...

Tema de casamento é sempre bom, traz boas recordações...
gostei do seu blog com cara de "Amazônia", se vc continuar postando coisas sobre preservação da natureza e do eco-sistema, vai bombar, com certeza!!
(vou fazer um banner com o seu cabeçalho e postar la no meu blog, se vc gostar, te mando o codigo)
Fica com Deus.

ZildaeAntonio disse...

Oi, amiga Silvana Nunes
Adorei as versões sobre a expressão "lua de mel", muito interessantes.
Vou lhe contar um segredo: quando casamos, Antonio e eu,foi tudo muito simples. Casamos no Civil, tivemos um almoço com parentes e amigos numa churrascaria. Fomos viajar para a nossa lua de mel, eu estava tão tensa e preocupada com o meu desempenho na vida nova que começava. que não curti devidamente a tão falada "lua de mel". Anos depois, voltamos ao mesmo lugar e foi muito melhor, pois já nos conhecíamos bem e só então aproveitamos todos os momentos dessa nova e verdadeira lua de mel.
Um abraço e ótimo fim de semana prolongado!

alegria de viver disse...

Olá querida
Muito interessante essa história, mas me parece que a lua-de-mel deveria acontecer antes de casar.
Com muito carinho BJS.

maria guimarães sampaio disse...

Silvana, grata por seu bilhete em meu blog. Passei por aqui numa geral, voltarei com calma porque me pareceu muito bom. Até breve, Maria http://continhosparacaodormir.blgspot.com

Zeze Mendez disse...

Fiz seu "Linke-me", dá uma olhada lá nos parceiros (banner), se gostar, te mando o código.
Ótima noite pra vc.

Sônia Silvino disse...

Olá!
Como estás de saúde, Silvana?
Espero que estejas bem. Gostei mais da primeira versão da origem de "lua-de-mel". O mais difícil é essa lua continuar sendo de mel, não é mesmo?
Abraços!!!

REGINA GOULART SANTOS disse...

Olá, silvana.
Tema bastante instigante.
O negócio gira em torno de não deixar uma lua-de-mel,se transformar com a de fel, após alguns anos, ou mesmo, poucos meses.
Mas, sem dúvida, quando existe amor, é um dia mágico para qualquer mulher.
Um ótimo fim de semana
Beijos

Anabela disse...

tens um miminho no meu blog,bjs

Sena do Aragão disse...

Essa eu não sabia.
Há sempre uma poesia seja qual for a origem.

= )

Rosa Carioca disse...

Olá, Silvana. Como sempre, gostei deste tema. Pessoalmente, quando casei não tive "lua-de-mel" pois meu maridão teve que começar num novo emprego. Em compensação, temos "trabalhado" para vivermos em "lua-de-mel"... Abração.

REGINA GOULART SANTOS disse...

Silvana,tem vários selinhos para ti.
Quando puder, dê uma passadinha e leve quantos quiser.
Beijos

Enfa. Rosário disse...

Legal