terça-feira, 3 de novembro de 2009

A MOÇA E A VELA.


A moça estava tão distraída, a pensar nos seus amores e naquele que esperava, que nem pavor sentiu. Foi como se não tivesse visto nada.
O desconhecido saudou-a e, apagando a vela, pediu-lhe que a guardasse até a sua volta. Maquinalmente a rapariga foi colocar a vela sobre o leito e, quando voltou, já não encontrou mais o desconhecido.
Pra variar, nem se lembrou dos conselhos da mãe e a aparição não lhe causou o menor abalo. Continuou à janela toda preocupada com seus pensamentos de amores.
Às duas da madrugada, quando as almas penadas se recolhem, ela ainda estava apreciando a noite. O desconhecido chegou-se rapidamente e pediu-lhe a vela. A moça foi buscá-la no leito, mas soltou um grito de horror. Ao invés da vela, estava sobre a sua cama um enorme esqueleto. A caveira ergueu-se e foi, diante de seus olhos, saindo pela janela como uma pluma, fazendo um barulho aterrorizador.
Desde esse dia a moça ficou abobada, pateta, rindo e chorando à toa e passou a servir de exemplo a todas as filhas desobedientes, no lugar onde esse caso se deu.

37 comentários:

Casa de Chá disse...

Oi Silvana, obrigada pela tua visita e pelo convite de te visitar também! De cantinho de olho, já sei que gostarei das tuas histórias!
Um abraço, Liana.

Anabela disse...

que historia arrepiante...,bjs

Fernanda disse...

Oie...
Passando pra desejar Boa Semana e Bom Dia!!!!!!!
beijos

Tereza Amaral disse...

Olá Silvana!

Gostei de tudo aqui!
bjs

Willian Correa dos Santos disse...

Olá, Silvana!

Achei teu blog vendo uma postagem sua no Blog da minha amiga (Coisas de Dadá). Já li algumas histórias e adorei.
Coloquei o seu blog na minha lista de indicações.
Abraços.

cinthya-roberta disse...

Ola Silvana...
"Ouvi dizer..." que promessa é dívida =c)
Então como prometi... vim dar uma espiadinha na sua pagina e adorei...
Um abraco...
Com carinho

ILZA disse...

Olá! Vim retribuir a visita e dizer que aqui iniciamos uma amizade e uma troca de informações. Que Deus abençõe o seu dia. Bjs
Ilza

Daniel Savio disse...

Disseram-me que acender velas em casa acaba atraindo os mortos...

Fique com Deus, menina Sil.
Um abraço.

Marcelo Mayer disse...

um conto pós dia de finados sempre é bom!

mandou bem!

Anabela disse...

é a minha filha sim,bjs

Ricardo Calmon disse...

Belo "causo" narrado,Silvana,amei!

Euzinhu já era seguidor seu,minia miga nossa!

Bem Vinda sempre!

Viva Vida!

Elizabeth disse...

Oi Silvana,
Este texto me arrepiou.
Beijos.

Pati Araújo disse...

Oi Silvana,

Estou impactada!!!
Que blog maravilhoso é esse, menina?
Muito conteúdo...
Vou ler aos poucos, para saborear.

Beijos e obrigada pela opotunidade de conhecer esse trabalho lindo.
Ótima semana pra vc!

Rosa Carioca disse...

Bem; arrepiante!!!
Um grande beijinho, para si.

Lidia Ferreira disse...

Vim retribuir a visita adorei seu blog , que historia arrepiante menina, rsrs sou sua nova seguidora
bjs

José A Cobos disse...

Olá Silvana!

Sento teus problemas de visão, tambien quero dizer-te que gosto muito ver de teu comentário em meu blog http://Formuladelsaber.blogspot.com , parece-me a mar de interessante.

Sento comunicar-te que não posso te ler , já que a diferença de língua me faz dificil muito a leitura.

Vou-te agregar, não obstante, a meu blogs favorito.

desejo-te que tudo te vá bem.

Um saúdo de José A Cobos.

José Rasquinho disse...

Obrigado pela sua visita!
Blog interessante o seu!
Vou ficar de olho nele!

José Rasquinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tentativas Poemáticas disse...

Olá Silvana

Aquele blogue onde teve a amabilidade de deixar comentário - o que me deixou muito contente - é onde guardo os meus Prémios/Selinhos e raramente passo por lá. Por isso só hoje o encontrei e agradeço-lhe.
Não tenho publicado nem visitado amigos - só o faço por mail, telefone ou no msn - porque a minha namorada (blogue Artista Maldito-Isabel Lassuta Monteverde) está gravemente doente.
Mas vou desde já passar a ser seu Seguidor.
Um beijo com muita ternura.
António

Maria Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Oliveira disse...

Oi moça! Obrigada por seguir o meu blog. Dei uma passadinha pelo teu e adorei, então resolvi te seguir.
Gostei desse texto, ainda mais postado logo após o dia dos finados. A moça na janela, como todas as moças na janela é meio boba. Será que com esse desfecho ela aprenderá a ser menos boba? Rs..

Abraços!

Majoli disse...

Vim retribuir tua visita ao Rabiscos e ao ler "A moça e a vela" me deu um arrepio na espinha...uiaaaaaa...quero nunca viver isso.

Beijos, vou te ler mais.

odair disse...

boa tarde, silvana.
Dez. Todos os que estão investindo em educação e na valorização do "ser brasileiro e brasileira" gostam do novo, da inovação e da leitura...
continue motivada

www.odair-unicamp.blogspot.com

odair disse...

boa tarde, silvana.
Dez. Todos os que estão investindo em educação e na valorização do "ser brasileiro e brasileira" gostam do novo, da inovação e da leitura...
continue motivada

www.odair-unicamp.blogspot.com

Inezinha Resende disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Inezinha Resende disse...

Nossa, Silvana, meus alunos adoraram a história! Adolescente ama esse tipo de leituracheia de adrenalina. Você não imagina como seu blog está me sendo útil nas contações de história. Obrigada, viu?
Beijão.

Ramosforest.Environment disse...

Histórias desse tipo são do meu tempo de criança, quando todos nos reuníamos em volta do fogão de lenha com minha avó para ouvir contos de assombração.
Bom texto.
Luiz Ramos

welze disse...

essa arrepiou. Credo em cruz. saudações florestais.

Suzi disse...

Oi, Silvana! Muito obrigada pela tua visita!!! És minha primeira seguidora!!! Fico feliz e retribuo tua gentileza!
Adorei teu blog, torço para que o meu fique tão bom quanto o teu, que está riquíssmo!! De certa forma temos interesses semelhantes, apesar de meu foco estar nas duas extremidades brasileiras: o sul e o norte!
Mas vamos trocando figurinhas!!!

Grande beijo!

Nárriman Alcure disse...

ARREPIANTE,,,,é a palavra certa para definir o texto.

Bjs!

Felina Mulher disse...

Assustadoraa...Beijos meus.

Daniela Marques disse...

Olá, Sil! Gostei do seu cantinho também. E quantas fotos lindas tem por aqui, parabéns. Volto depois para ler mais! Beijos

Gatapininha disse...

Oi Silvana
Passei para retribuir a visita e dizer que gostei muito desta história.
jokas

Professor Alexandre disse...

Olá Silvana... Gostei muito do seu Blog Tbm... Além da história, ou melhor, das histórias, é claro. Parabéns!

ANA CLAUDIA MARINHO disse...

Oi silvana,
agradeço pela sua visita e por ser agora seguidora do meu blog.Gostei demais do seu.
Olha, essa história é sinistra,não?

beijos e um forte abraço.

fui...

Elis disse...

Olá querida vim retribuir a visita e também te parabenizar, amei seu blog e estarei nele muitas e muitas vezes, pois é como se eu estivesse dentro de um livro. Mil beijos!!! Elis

Armandina disse...

Deliciosas as suas histórias, mesmo com fantasmas à mistura...
É um fascínio.
Abraço

Fotosparasentir