quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

A LENDA DA ORQUÍDEA.


Eu sou apaixonada pela natureza. Creio que tudo começou quando nasci e meus  pais me batizaram com o nome de Silvana ( do radical  latino "silva" = selva: meu nome me ensina que  devo amar a natureza, a vida, a Deus).
Cansada da loucura e do stress urbano, no ano de 2007 resolvi largar o conforto da  cidade grande  para vir morar literalmente dentro do mato, num pedacinho da Mata  Atlântica numa cidade da região serrana  localizada a 70 km do Rio de Janeiro.
Dentre as muitas espécies de plantas que me rodeiam, existe uma que considero a  mais bela de todas - a orquídea. As orquídeas são plantas lindíssimas, mas de trato  difícil.
Como aqui é um lugar de histórias, hoje eu trago para vocês uma belíssima lenda  que conta como a primeira orquídea surgiu no mundo. 
Embora fuja um pouco da minha proposta para este meu espaço ( esta é uma lenda oriental ), não pude resistir aos encantos dessa linda história de amor e de paixão. 
Espero que gostem.


Bem, foi desse jeito que eu ouvi dizer...


Na cidade chinesa de  Anan existia uma formosa jovem chamada Hoan-Lan. Essa  linda menina-moça  tinha por hábito se divertir as custas de quem se apaixonasse  por ela, chegando a levar alguns rapazes  ao suicídio, devido a sua frieza e  desprezo.
Cansado de ver tantos sofrimentos, um poderoso deus  decidiu castigar Hoan-Lan e  como castigo fez a volúvel jovem se apaixonar perdidamente  pelo formoso   Mun-Say, sem que esse lhe prestasse a mais pequena atenção.
Desesperada pelo amor de Mun-Say, Hoan-Lan procurou o deus da montanha de  Tan-Vien e implorou-lhe ajuda, mas este estava tão zangado com a atitude da  jovem, que mandou-a embora. Na saída da gruta, Hoan-Lan  encontrou uma bruxa  de pés de cabra que ofereceu vingança contra o seu amado em troca da alma da  jovem. Perdidamente apaixonada, aceitou o pacto e a bruxa fez um feitiço com a  folha  de palmeira e enterrou-a depois de pronunciar umas palavras desconhecidas.
Passado alguns dias, Hoan-Lan viu seu amado Muy-Say de longe e correu a seu   encontro, mas quando se preparava para abraça-lo, o jovem rapaz transformou-se  numa árvore de ébano.

Chorando muito junto ao amado, ali ficou durante muito tempo até que despertou a  compaixão  de um deus que, colocando o dedo  na testa da moça, a perdoou,  transformando-a numa flor antes que a bruxa lhe retirasse a alma. No entanto,  concedeu que jamais se separasse de seu amado, vivendo da seiva da árvore.

E foi assim que apareceu a primeira orquídea.

35 comentários:

SONHADORA disse...

Isso mesmo, não passa duma lenda...
A realidade é bem diferente....
A NATUREZA ME ENCANTA

BEIJO

Diario da Fafi disse...

Que bonita essa lenda,eu não conhecia. Eu tenho paixão por orquídeas. Tenho algumas de Terê, outras da amazônia e outras que meu marido colhe ou compra pelos caminhos pr onde ele anda.
Quando as minhas orquídeas florescem, o mundo pára e eu fico só observando de mansinho.

manuel marques disse...

"Só se pode vencer a natureza obedecendo-lhe "

Uma linda lenda de amor.

Abraço.

Regina Fernandes disse...

Ah, que lindo! Eu não conhecia essa lenda! Amei! Ainda creio que o amor tudo pode.

Bjs

Teresa disse...

Ola!Silvana
amiga, vim te dar um bjo e abraço carinhosos e desejar grandes realizações, belíssima lenda como tantas outras que vc posta neste cantinho de ouvir dizer, PARABÉNS!!!, amiga.
Teresa

Eloí disse...

Vi, no link em meu blog, que você havia postado a lenda da orquídea e vim correndo ler, pois adoro orquídeas e flores em geral. É muito linda! Gostei demais!
Escrevo poemas infantis sobre flores, mas sobre a orquídea ainda não escrevi. Acho que ela é tão mágica, misteriosa, excelsa que não achei o tom, talvez nunca ache, mas isso não importa, importa é amá-las de verdade e fazer o possível para que nunca se extingam, como outras espécies de plantas.

Miguel disse...

De amores impossíveis nascem as mais belas histórias de amor como essa. Gostei. Bjs.

Bandys disse...

Oi Silvana,
Lindo seu blog.
Linda essa lenda.

Se pudesse deixar algum presente a você deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos
A consciência de aprender tudo
o que foi ensinado pelo tempo afora
Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem. A capacidade de escolher novos rumos..
Deixaria para você se pudesse
o respeito àquilo que é indispensável
Alem do pão o trabalho
Além do trabalho ação
E, quando tudo mais faltasse um segredo o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída"
[Gandhi]

Beijos meus no teu ♥

Dalva disse...

Orquidea é uma flor belíssima... e merecia uma lenda a sua altura... como essa!

Bjs.

Terra de Encanto disse...

Que lindo!!!!!


O teu blog é muito rico e apelativo. É um prazer passar aqui. Esta lenda é lindíssima, e parece ter tudo a ver com o que transmites sobre a pessoa que és...tal como o teu nome.

Vou voltar sempre!

M. Lourdes disse...

Uma linda lenda para uma linda flor. Adoro orquídeas e tenho algumas no meu jardim. Uma delas, apesar do frio e da chuva que aqui se faz sentir, está linda, toda florida.
Beijinhos

Sônia Brandão disse...

A beleza da flor merece a beleza da lenda.

bjs

Daniel Savio disse...

Interessante, mas esta é uma lenda oriental, mas as orquideas também são encontradas no Brasil, então não tem uma lenda indigena que explica com surgiu esta flor?

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Soninha disse...

Olá, Silvana...Silva...Selva...
Nossa...que legal o significado do nome!
Também amo a natureza. Gosto demais de plantas e flores. Sou adepta da fitoterapia e, para mim, encontro saúde ao utilizalá-las.
Adorei a lenda...Eu também não a conhecia.
Toda lenda tem seu fundo de verdade e, quem sabe, nesta que você nos contou, exista uma simbologia que nos traga uma lição valorosa.
De qualquer forma, toda história de amor é bela, por mais triste que seja.
Valeu, Silvana!
Adorei!
Bom restinho de semana.
Muita paz! Beijosssssssssss

Priscila disse...

Simplesmente lindissimo....
Também gosto muito de orquideas....e a minha mãe e avó têm uma coleção vasta...obrigada por nos contares esta lenda, vou contá-la e sei que elas irão gostar muito.
Obrigada...
Kiss Kiss

L. Rafael Nolli disse...

Silvana, bacana essa lenda. O blog é belamente ilustrado. Gostei.

Amapola disse...

NOSSA... QUE LENDA MARAVILHOSA!
EU SUGUEI CADA PALAVRA... CADA FRASE... ENTREI NA HISTÓRIA!
SE VIRASSE FILME, FARIA O MAIOR SUCESSO TAMBÉM!

PARABÉNS, E MUITO OBRIGADA!!!

mãe rã disse...

uau, que lenda bonita. adorei o seu blog, amei as imagens de crianças que tem nele, a minha avó materna era brasileira, minha mãe ainda tem traços dos seus ancestrais e minha linda filha que tem o nome da minha avó, Camila, tem uns olhos "rasgados" como os dessas meninas lindas das fotos.
com certeza voltarei cá muitas vezes adorarei conhecer mais.
:-)

A.S. disse...

Adoro orquideas! E as suas origens são deliciosamente traduzidas pelo teu texto!

Beijos
AL

Jaime disse...

Foi com muito agrado que recebi a tua mensagem. Espero que não te importes por tratar-te por tu. Eu vou dar uma olhadela no teu blog e logo te digo. Eu penso que és a minha vizinha na Quinta do Farmville. Se és, não sei o que se passa com a tua Quinta. Não consigo fertilizar as tuas culturas. Dá sempre erro. Isto há mais de um mês. Beijinhos. Bom Ano.

Adelaide Figueiredo disse...

Silvana,

Gostei muito da lenda!
Continuarei passando por aqui para me encantar mais um pouco.
Bom ano 2010

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá minha amiga! passando para agradecer pelas visitas, os comentários e, principalmente, pelo carinho. Muito obrigado pela tua amizade. Adorei a lenda. É realmente muito bonita.

Beijos,

Furtado.

Dilberto L. Rosa disse...

Muito belo este espaço e, apesar de estar chegando agora, não creio ter-se o mesmo "descaracterizado" do espírito geral "nacionalizante" de suas hist´´orias " de ouvir dizer": afinal, esta bela lenda oriental contada lembra tantas outras contadas na Amazônia, como a sobre a origem do guaraná, não é mesmo?

Sobre a Folia de Reis: aqui em São Luís MA não se vêem muitos folguedos, mas se queimam palhinhas nas casas das velhas católicas... Um abraço e volte sempre aos Morcegos!

Kimbanda disse...

Olá Silvana,
Eu gosto de "estórias" e essa é mais uma de encantar.
750 géneros e cerca de 20.000 espécies de orquídeas, (que se saiba). É obra da natureza.
A da lenda é das epífitas que vivem presas a árvores.
Problema algum essa lenda não ter origem no Brasil, porque qualquer "estória de amor" é universal.
Um prazer vir até aqui onde foi desse jeito que eu ouvi dizer.
Sinceros Kandandos

»¤Þ䵣䤫 disse...

Que saudade Sil! Que lenda mais linda, nunca tinha ouvido essa! um 2010 maravilhoso pra vc minha linda! Bjinhos

aabaca disse...

Olá Silvana,
Espero que você esteja melhor da vista.
Seu comentário no Aabaca enriquece o blog. Gostei muito de lê-lo lá.
Podemos fazer paceria sim.
Inclusive com o blog
href="http://blig.ig.com.br/joseguimaraes/, onde divulgo meus livros infantis.

Saudações

Perfumes Bighouse disse...

Oi Silvana.
Linda história para uma bela e perfumada flor. Adorei. Beijocas de Elisabeth

Hanah disse...

Olá Silvana, Feliz Ano Novo para ti também!!!
grata pela sua visita e seu convite.

Belissimo blog,
voltarei com mais tempo, pois me encanta muito conhecer mais um pouco da cultura desse nosso Brasil.

Abraço

Hanah

Luisa Moreira disse...

Silvana,

Bonita lenda, e como gosto de orquídeas.


Abraço, com muitas flores

Luisa

entremares disse...

As orquideas... conseguem ter aquele toque feminino que poucas flores conseguem transmitir...

Talvez a profusão de variedades, o aroma discreto, o charme das formas... não sei ao certo... mas é dificil resistir-lhes aos encantos... lá isso é.

Tudo de bom para ti.
Rolando

Regina Rozenbaum disse...

Parece que é quase uma unanimidade rsrs a paixão pelas orquídeas. Adoro flores de todas as espécies, mas confesso que as orquídeas sempre exerceram uma magia em mim. Talvez seja por conta dessa lenda, que agora você desvenda para nós...
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Fernanda disse...

Amiga Silva(na)!

Como sempre uma história maravilhosa. Também adoro orquídeas e sabia que é considerada a flor do amor, mas não conhecia a lenda.

Beijo

Denise Guerra disse...

Olá Silvana, Sou apaixonada por flores, qualquer uma. Há tempos atrás todos os lugares para os quais eu viajava só tirava fotos de espaços com flores, as pessoas achavam engraçado porque o que eu mostrava nas fotos não era a paisagem e sim as flores. As Orquídeas são admiráveis como seu espaço aqui. Linda lenda! Parabéns! Bjs!

ney disse...

Silvana,
Cheguei aqui por acaso, fazendo uma busca no google (orquídeas), mas foi muito bom encontrar seu blog. Parabéns pelo seu belo trabalho. Boa Páscoa! ney.

ermelinda disse...

Oi que linda a lenda,mas não deixa de ser realmente uma lenda.gosto muito de flores qualquer uma mas as orquideas dispenção comentários.So acho que o meracado explora de mais, os preços são fora da minha carteira. está de parabens. voute contar uma que tambem está no meu blog:Havia um Rei que foi faser uma visita a uma Rainha a Rainha queria prezentia-lo mas não sabia o que oferecer chamou a sua fachineira e disse -lhe como estava indesiza não sabi o que oferecer,a fachineira muito admirada,respondeu:delhe um feche de orquideas que é o melhor presente que se pode dar a um REi. assim foi feito.o Rei ficou encantado com o presente. isso é mais uma história mas linda. um abraço.amei