segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

A LENDA DO PEQUI.

O PEQUI é uma espécia arbórea nativa do cerrado brasileiro. Possiu uma grande importância econômica reconhecida tanto pelas populações tradicionais quanto pela pesquisa. Existe uma narrativa bastante interessante que conta como surgui o primeiro pequizeiro.

Foi assim...

Conta a lenda que quando o último  quilombo foi encontrado, houve uma enorme matança de crianças, jovens e velhos. Aqueles que conseguiram fugir, foram implacavelmente perseguidos e sumariamente executados.
Naquela noite, somente uma jovem escrava grávida conseguiu furar o cerco, escapando da chacina, tomando rumo ignorado pelo serrado.
Ela andou dias e noites sem comer, sem beber e sem dormir vindo a falecer sob a sombra de uma frondosa árvore de galhos fortes, fartos de folhas, porém estéril.
O corpo esquálido e jazido daquela mulher se decompôs, transformou-se em húmus e sal da terra, fazendo-se fertilidade àquela árvore.
Desde então, flores da cor do sol brotavam naquele tronco robusto, transformando em frutos redondos e verdes, de segurar com as duas mãos. Frutos estes quando partidos, revelava uma polpa amarelo ouro, em forma de embrião, com aroma indizível e inconfundível paladar.
Assim, os nativos do cerrado deram o nome a este fruto de pequi.
Hoje, conhecidos por pequizeiros todas as árvores mães que geram estes frutos em abundância, garantido sustâncias a quem tem fome e sede, descanso a quem tanto trabalha, restaura a virilidade dos homens e dá vida longa às mulheres que um dia deram a luz.
..........................

Aqui onde moro não tenho contato com esse fruto. Recentemente encontrei um licor de Pequi sendo vendido numa delicatessem. Cheguei a comprar para conhecer o sabor: é gostoso.
Sei também que na região de Goiás esse fruto é feito com arroz: o povo lambe os beiços - dizem que é delicioso.
Há também quem diga que o fruto tem um cheiro enjoativo.

Desconheço a origem das fotos postadas acima.

Fonte: recanto das letras




 

45 comentários:

Sandra disse...

BOM DIA!!!!!!
QUE SAUDADES.
DEMOREI MAIS VIM.
AMIGOS SÃO FRUTAS DE UMA CONQUISTA MUITA ESPECIAL.
SÃO OUROS, DIAMANTES,PÉROLAS, QUE MERECEM SEREM GUARDADOS NO COFRE DO CORAÇÃO.
LAPIDAMOS A CADA MANHA E CADA MOMENTO.
POR ISSO NÃO ESQUEÇA. VENHA BUSCAR ESTE LINDO CARINHO.
CURIOSA LHE OFERECE COM MUITO AMOR...
E NÃO ESQUEÇA:AMO VOCÊ MEU LINDO(A) AMIGO(A) VIRTUAL.
ESTE BOM DIA MUITO ESPECIAL PARA VC, VALE UM VALE AMIZADE E MUITO OURO.
LEVE OS PRESENTES PARA VC.
É OFERECIDO COM MUITO CARINHO
POIS ÉS MUITO ESPECIAL PARA MIM.
FICA O MEU ABRAÇO, MINHA TERNURA E AFETO A VC.
MUITO OBRIGADO PELA COMPANHIA.
QUE SEU DIA SEJA REPLETO DE ALEGRIAS, SUCESSO E FELICIDADES.


NÃO ESQUEÇA DE VIM CONFERIR.
ACESSE O BLOG MEUS MIMOS E LEVE SEU PRESENTE.
http://sandraandrade7.blogspot.com/

COM MUITO CARINHO VENHO RETRIBUIR O CARINHO NOS BLOGS.
TE ESPERO,
SANDRA

Amapola disse...

Lenda maravilhosa... O aroma do pequi também é bom demais! Só de pensar em ir numa feira, já me lembro do seu perfume.

poetaeusou . . . disse...

*
não conheço o pequi,
penso !
se têm a cor do Sol,
são um mar de calorias,
certamente . . .
,
conchinhas,
,
*

Mauro S disse...

Muito lindo teu blog, Silvana, e eu já a estou seguindo, um Feliz 2010 pra você também, beijos, Mauro

uminuto disse...

lindo o teu blog, obrigada pela visita
um beijo

jader resende disse...

Não conheço, nem sei como encontrar.
Acho que não existem em minha região.
Acredito que deve ser muito boa, especial ela já é.
Abraços

louca esquizoffrenica disse...

Silvana, são sempre tão interessantes as tuas, histórias, tens sempre algo interessante a ensinar.
É assim a natureza, transforma-se continuamente. Beijos.

manuel marques disse...

"restaura a virilidade dos homens e dá vida longa às mulheres que um dia deram a luz."

Maravilha heim.

Beijo.

Fatima disse...

Gostei muito da lenda, mas pequi eu não como não, não consigo. Não suporto o cheiro.
Bjs.

Jorge disse...

Silvana,
mais um aprendizado. Aqui tem cultura. Bom mesmo!!!

Saudações urbanas,
Jorge

Dalva disse...

Olá, querida!

Adoro essas lendas, essas brasilidades com que sempre presenteia teus leitores... lindo, lindo!

Bjs.

FOTOS-SUSY disse...

OLA SILVANA, BELISSIMA LENDA...GOSTEI MUITO...VOTOS DE UMA EXCELENTE SEMANA!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

AFRICA EM POESIA disse...

Silvana
adorei a historia do Pequi.
árvore fruto do AMOR...

Vim buscar o seu blog para o colocar nos meus preferidos no meu blog Africa em Poesia.

Passe por lá.

esta partilha é enriquecedora.
beijos

Anabela disse...

Esta lenda é girissima,adorei,bjs

Silvia disse...

Silvana, obrigada por mais um lindo texto sobre a nossa cultura brasileira.
Tudo de bom pra ti em 2010 !
Abraço
Silvia

M. Lourdes disse...

Silvana
Cada vez que passo por aqui fico mais rica, pois há sempre algo para aprender ou investigar. Hoje adorei a lenda, mas confesso a minha ignorância. Não sei que fruto é o pequi. Vou à net tntar descobrir.
Beijinhos

achab disse...

Hallo Silvana,beatiful blog,grazie per la tua visita.
Buona serata.
Feliz Ano novo.

Luisa Moreira disse...

Silvana,

Mais uma lenda muito interessante! Este fruto não o conheço, aqui em Portugal, existem muitos frutos tropicais, mas este nunca o vi. Pode ser, que venha a saber o seu sabor.

abraços

Luisa

JPD disse...

Não conheço.
Nunca provei.

A lenda é fantástica, carregada de simbolismos.

Gostei.

Saudações

Regina Rozenbaum disse...

Sil
Você deve saber que aqui em Minas é muito comum e apreciadíssimo o pequi... Arroz com pequi é uma iguaria de comer de joelhos. Eu, particularmente, tôfora rsrsrs. Como a Fátima, não aguento o cheiro forte e enjoativo. Ontem bebi um cálice de Porto em sua homenagem.
Beijuuss n.c.
Regina
www.toforatodentro.blogspot.com

Victor Gil disse...

Querida amiga Silvana.
tenho andado um pouco afastado das lides blogueiras por motivos particulares. Cá estou eu de regresso para ler mais um dos seus fabulosos contos cheios de misticismo popular.
Linda esta história, com um enredo deveras interessante, aliás, com todas a que já li.
Beijos amiga.
Victor Gil

Nova Civilização disse...

olá Silvana,

que bom ler essa lenda. Conheço essa fruta. Morei em Brasília e lá na região centro oeste ela é muito famosa. Há quem ame ... há quem não goste também , mas ela é muito tradicional na região! só deve ter cuidados com os espinhos que ela possui. Já ouvi falar que existe um tipo de pequi que não tem estes espinhos sendo o seu consumo melhor!

abraços,

obrigada pela partilha,

Gisele

Pelos caminhos da vida. disse...

Passei a conhecer agora com seu post.

beijooo.

Barbara disse...

A primeira vez que ouvi falar em pequi foi num documentário sobre a comida de Goiás.
A lenda remete a um sentido que se dá no verde (mata) que guardou o embrião (fruto) e se fez da dor alimento.
Foi desse jeito que sentí.
Nunca comi mas onde é a delicatessen?
Acho que sei e vou procurar.

Daniel Savio disse...

Nunca tinha ouvido falar desta fruta, mas deve ter mais coisas que não conhecemos no Brasil.

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

JARDINS DO CORAÇÃO disse...

PRINCESA SILVANA!!

NOVAMENTE, EXCELENTE POSTAGEM ESTE SEU ARTIGO!!
VOU REDIGIR EM LETRAS MAIÚSCULAS,POIS TODO E QUALQUER ASSUNTO SOBRE O PEQUI MERECE!!

CONHECI O PEQUI AOS 5 ANOS DE IDADE, CAMINHANDO EM MINHAS AVENTURAS PELAS MATAS E BARRANCAS DO RIO PARANÁ NO MATOGROSSO DO SUL - OS MEUS QUINTAIS DE INFÂNCIA!!

O PEQUI É FANTÁSTICO!!
COMO UM BOM DESCENDENTE DE ITALIANO E COM UM POUCO DE SANGUE INDÍGENA NAS VEIAS, CONFESSO QUE ADORO FAZER AS MINHAS ALQUIMIAS NA COZINHA COM O PEQUI, QUANDO É POSSÍVEL ADQUIRÍ-LO NAS SAFRAS NATURAIS.

UMA BOA CARNE, UM FRANGO CAIPIRA, OU UMA EXCELENTE COSTELA MINGA COM PEQUI FEITOS NA PANELA; SÃO PRATOS PARA COMER REZANDO!!

UMA EXCELENTE PIMENTA TEMPERADA E CURTIDA COM UM BOM ÓLEO DE OLIVA E COM PEQUI É UM AFRODISÍACO QUE PRECISA SUCO DE MARACUJÁ BEM FORTE PARA ACALMAR!!

UMA CACHAÇA MINEIRA (DE SALINAS) CURTIDA COM PEQUI POR UNS TRÊS MESES (ENTERRADA EM LEITO DE RIO COM ARGILA),DÁ DE DEZ A ZERO EM QUALQUER TIPO DE WHISKY, OU EM TODA E QUALQUER CHAMPAGNE FRANCESA.

O MAIS INTERESSANTE É O LICOR, QUE, QUANDO POSTO UM GALHO FINO, TIPO RAMO, DA ÁRVORE DE PEQUI DENTRO DO LITRO DO LICOR DO PEQUI; PASSANDO UM CERTO TEMPO, TALVEZ CERCA DE UM ANO; HÁ UMA FORMA DE CRISTALIZAÇÃO DO AÇÚCAR DO LICOR DO PEQUI EM TORNO DO GALHO DENTRO DO LITRO.

TUDO ISSO ALIADO AS VITAMINAS QUE O PEQUI CONTÉM!!

AGORA UM FANTÁSTICO E IMENSURÁVEL PRESENTE QUE PASSO A TI, E QUE TU PODERIA PRESENTEAR OS AMIGOS(AS) QUE VISITAM O SEU BLOG, QUE, ALÍAS, ACREDITO QUE TU PODERIAS POSTAR COMO ARTIGO EM SEU BLOG: UM DOCUMENTÁRIO, SOBRE A FESTA DO PEQUI REALIZADA TODOS OS ANOS PELOS ÍNDIOS KUIKUROS DA PARQUE XINGU - MATO GROSSO. ACHO QUE OS VÍDEOS VOCÊ PODERÁ ENCONTRAR NO YOUTUBE. VOU PROCURAR PARA POSTÁ-LOS EM MEU BLOG TAMBÉM !!

OLHA O LINK PARA O SITE DO DOCUMENTÁRIO (A REPORTAGEM E OS VÍDEOS):

http://g1.globo.com/Amazonia/0,,MUL1440133-16052,00-VARIEDADES+DE+PEQUI+SAO+TESOURO+GENETICO+GUARDADO+PELOS+INDIOS+KUIKUROS.html

ENORME E FORTE ABRAÇO FRATERNO E BEIJOS EM SEU CORAÇÃO!!

Val Du disse...

Um ótimo ano para você.

Beijos.

Zé do Cão disse...

Meu Deus o que eu aprendo na net. Pequi... Fruto que se faz com arroz e que é de lamber os dedos.
Guloso como sou, não o conheço nem sequer alguma vez ouvi falar no seu nome.
Estou a ver que tenho de ir a essa terra imensa, para desfrutar dos prazeres que Deus no oferece.
E até se bebe um cálice de Porto em sua homenagem . Bom gosto por aqui...
Faço o mesmo e até digo a marca. Ferreira ou Ferreirinha "D. António" reserva especial.


bj.

Felina Mulher disse...

Desculpa a ausencia querida, mas cá estou a ler-te novamente.
Provei e adorei o Pequi...é realmente delicioso.

Linda noite.

Gerana Damulakis disse...

Linda a lenda. A foto é de estarrecer. Maravilha!

Fátima disse...

Olá Silvana!
Realmente o pequí com arroz é uma delícia, seu aroma perfumado é muito agradável.
Cheguei pela minha linda "re",e gostei muito do seu cantinho.
Beijo, fique bem.

Sonia Schmorantz disse...

Eu não conheço o pequi, mas a julgar pela imagem deve ser tão gostoso quanto bonito!
beijo

analice alves disse...

QUERIDA VC REALMENTE DEDICA-SE A CULTURA INDÍGENA ..TE ADMIRO POR ISSO ...ESSA LENDA EU JÁH SABIA..MAS CONTADA POR VC FICOU MAIS EXCITANTE E DEU VIDA A LENDA ....PARÁBENS BJUSSS!!!

betty mello disse...

Minha querida amiga florestal ( ai que inveeeeeeja !!!). Estou aqui na maior corrida, em férias forçadas pois todos fugiram de Sampa, e trabalhando muito em outras coisinhas, projetos, organizações...e devo dar uma escapadinha até o Rio para ver minha tia que completa 91 e está ótima ! Aqui chove todos os dias, mas o calor abafa a gente demais...Adoro as postagens, e sempre venho dar uma espiadinha ( todos os dias com os temporais invariavelmente a internet cai e/ou a luz...). O pequi em pratos ( arroz com pequi -típico da região central- não gosto não...espeta a língua de quem não aprendeu a comer o danadinho. Já o licor é gostosinho... Tem um blog parceiro novinho ainda, mas fofo demais . Se puder faça uma visitinha e deixe um comentário dizendo o que achou. É o http://dedinhos-lambuzados.blogspot.com
Bjs metropolitanos, mas com carinho...Betty

Sônia Silvino disse...

Silvana!
Não conheço, mas fiquei curiosa!
Bjkas!

Taia Assunção disse...

Bacana a narrativa...trabalhei na UNEMAT campus de Barra do Bugres onde foi montado a primeira faculdade indígena da América Latina e diversos mitos eram contados nas aulas de história/antropologia. O pequi é sim muito gostoso, no MT o comemos puro ou com galinhada. Todas as vezes que retorno para a África trago diversos vidros de pequi em óleo. Beijocas!

Taia Assunção disse...

Já que você gosta da temática indígena fica aqui a sugestão: http://indigena.unemat.br/index.php esse é o site da instituição onde trabalhei por três anos com 32 diferentes etnias indígenas. Eu era responsável pela Secretária Acadêmica e pela catalogação de todo material produzido pelos acadêmicos durante as etapas. Amei esse período. Beijocas!

Bloguinho da Zizi disse...

Silvana,
já tomei o licor e garanto que é delicioso.
Salve o pequi!
Salve você que nos proporciona tanta cultura!
beijinhos

Dora Regina disse...

Silvana, bom dia! Agradeço de coração sua visita comentada no meu blog, adorei seu cantinho, é bem interessante, já estou gostando Do que li.
Não conhecia o pequi, obrigada por me fazer conhecê-lo.
Já estoui te seguindo...
Um grande abraço e uma ótima semana!

Carmem L Vilanova disse...

Você já mordeu o pequi pra ficar com a boca cheia de espinhos? Eu nunca mordi, mas já vi morderem e gritarem... hehehehehe.. maldade!!!
Isso, claro foi na epoca que eu morava em Goias... faz teeeeeeeeeeeeemmmpo!!! :o)
Beijos, flores e muitos sorrisos!

"re" disse...

Oi Silvana

Teu cantinho é bem interessante, diferente, gostei.
Ainda não pude ler tudo, mas com tempo e calma o farei.
Tu conta umas histórias que nunca li nem ouvi contar, legal.
Sou grata pelo carinho de tua visita e por resolver ficar, estarei cá contigo tbm.
Eu volto.
Un beso

Zé do Cão disse...

Fiz pesquisa na Net e já fiquei a saber que o Zé, não lhe ferra o dente, nesse pequi. Tem uns bicos que se picam no céu da boca ou na língua são dolorosos.
Mas tenho tentação, lá isso tenho.

jinhos

Sergio Pacheco disse...

Olá, Silvana! Sou Sérgio Pacheco autor da "Lenda do Pequi". Esse texto foi postado em 2007 no www.recantodasletras.com.br
Recentemente foi publicado no www.bubok.pt/libros/2509/Vivencia-Poetica
Estou comunicando a todos que o publicou, para colocarem a fonte de origem. Grato

Paz&Amor

Fernando disse...

Se tivesse como eu te mandar uns pequis para você conhecer, aqui na minha cidade, Jataí Go, estão vendendo pequi em todas as esquinas, e os frutos estão com muita poupa e muito cheiroso, é tem conservas no mercado também. Só não pode morder o trem, tem milhões de espinhos, mais raramente acontece esse tipo de acidente.
fernandoshekinah@hotmail.com

Rosemeire Aparecida Da Rocha disse...

amooo pequi é umaa delicia.

aqui quase não tem só no mercado municipal.

pequi com costela não tem sabor melhor!!

rosemeire, americana - SP