sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

A CRIAÇÃO DA PRIMEIRA INFUSÃO.


Hoje aqui onde moro, na região serrana do Rio de Janeiro, bem dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, venta bastante e faz muito frio ( nem parece que estamos no verão).
Lá fora está tudo "ruço"  ( é como a população nativa chama a neblina).
Depois do almoço um chá verde cai muito bem. E ao preparar o meu, lembrei de como a primeira infusão apareceu no mundo.
Vocês conhecem essa curiosa
história ?
Pois muito bem,  eu vou contar como foi...

Há 3.000 mil anos antes de Cristo , o redentor, na milenar China repleta de ardor, existia  Shen Nong , um imperador cheio de coragem e de esplendor.
Ele tinha uma mania bem estranha: a de beber água fervida para acordar sua alma adormecida.
Um dia pela manhã, numa de suas caminhadas pelos verdes  e selvagens campos,  caíram  acidentalmente, folhas frementes na sua água mais que fervida e bem ardente.
Distraído em suas meditações, o  imperador chinês nem percebeu as folhas em infusão dentro de seu recipiente.
E deste jeito  ele bebeu.
Então , ele achou esta mistura deliciosa , mágica, maravilhosa , formosa e pomposa.

Deste jeito curioso e profundo, nasceu a infusão que encanta o mundo .

Sua introdução  no continente europeu ocorreu três séculos mais tarde, em função do comércio entre a europa com o Oriente. 
Vindo originalmente da corte portuguesa, popularizou-se no Brasil pelos idos do século XVIII  e se tornou uma das bebidas mais consumidas atualmente. 

Vocês sabiam que passar receita também é uma forma de contar histórias ?

Pois bem,vou ensinar uma da minha avó ( que era portuguesa): é uma das minhas infusões preferidas:
canela em casca, cravo, casca de laranja, casca e poupa de maracujá, gengibre, casca de maçã e erva mate. 

Experimente, é uma delícia e tem um aroma ... hum...  I M P E C Á V E L  !

E agora, aceita tomar um chá verde  ? 



38 comentários:

Vitor Chuva disse...

Olá Silvana!

Obrigado pela visita, e pelo convite para tomar um chazinho verde - que aceito com todo o gosto!Curiosamente, faço-o regularmente: evito o chá preto, e dou preferência ao verde, de que gosto muito.
E também gostei da bonita forma como nos conta como a primeira infusão de ervas resultou de uma circunstância acidental- e felizmente que tal aconteceu, digo eu.
E, mais ainda, vou aceitar o seu convite para segui-la a partir de hoje; sinto que não me irei arrepender, já que estou em boas mãos.

Um abraço
Vitor

Bloguinho da Zizi disse...

Estou preparando o meu agorinha mesmo.
Muito bom estar aqui aprendendo.
Sou grata
Alzira

Isa disse...

Aceito,pois!Bem quentinha e dada com carinho!
Adoro tisanas.
Beijo.
isa.

FerdoS disse...

Amiga Silvana...
Adorei seus dois blogues, um mais virado para o físico, para a realidade que nos envolve o Coração, e o outro mais introspectivo, mais sentido no fundo de nossa Alma.
Parabéns pelos dois e deixe-me que lhe diga que foi e É delicioso este seu cantinho.

Voltarei certamente, e sim, irei aceitar sua chávena desse purificante chá verde :)
Bem haja e seja sempre bem-vinda a este meu lado do Atlântico azul, Azul Profundo.

Um verde abraço de amizade
FerdoS

Xampa disse...

Eu aceito um chá verde sem açúcar.
Uma delícia para o pós almoço e antes de dormir.
Bjs.

Kariny Diniz disse...

Oi Silvana.
Eu por aki novamente,kkkkk.
E sim, aceito com certeza, pois adoro chá:)
Não conhecia a história.
Q bom q foi assim por acaso...é tão gostoso tomar chá, hummmmm.
Bjão amiga, depois eu volto.

Lais Castro disse...

Olá, gostei de saber essa história de como ocorreu a primeira infusão! Interessante!
Qualquer ora dessas, vou testar a sua receita.
Obrigada,
Lais, direto do Recife

Lais Castro disse...

Procurei a "tag" Seguidores, para seguir este seu blog, mas não encontrei. Uma pena!
Agradeço por me seguir!
Abraço.

Luciana Casado disse...

Oi Silvana, adorei saber a história do chá, uma bebida que eu adoro!!
Bjus, Lu

Felipe de Souto disse...

Oi Silvana!

Super Obrigado pelo Convite, aceito! Obrigado por visitar meu Blog, passarei mais vezes aqui no seu 'cantinho'!!

Felipe de Souto

Regina Fernandes disse...

Oi Silvana

Você aí tomando chá verde, nesse clima frio e eu aqui, em Niterói, tão pertinho de você, tomando água de coco beeeem gelada para ver se ameniza o calorão de 40º graus à sombra....
Esse Brasil é um espetáculo!

Adorei aprender sobre a infusão.

Lindo final de semana.
Bj

carolina bruna disse...

além de muito saudavel é delioso

Amapola disse...

Gosto muito do chá de capim cidreira.
Quando faço regime para emagrecer, ele é um bom coadjuvante.(para mim)
Um abraço!

carol sakurá disse...

Olá!
Tenho uma queda por chás de canela.
Muito bom

Abs!

ROSA GLACE disse...

Obrigada mas eu prefiro o chá da sua avó,que parece delicioso.bjs

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Chás? SEMPRE! Verde? AGORA! (que delícia!)

Breizh da Viken disse...

Parabéns pelo magnífico projecto que tem!

Visitei cada "post"!
Adorei o que li! Virei mais vezes... estou certa que enriquecirei a minha cultura!

abraço e um excelente 2010!

Eliane disse...

Olá Silvana!
Incrível!Gostei muito de saber.E a receita deve ficar ótima!
Beijinhos!

ZildaeAntonio disse...

Oi, Silvana
Como sempre nos dando muito da sua experiência... Muito obrigada! Você é uma privilegiada, morando na serra, com o frescor da Mata Atlântica! Com certeza vou experimentar a sua infusão, mas só depois que o verão for embora. Não posso me queixar o clima, aqui em Cabo Frio é ótimo.
Um abraço e tudo de bom!

Jorge Sader Filho disse...

Aceito o chá verde, obrigado. E escrevi a receita. Vou provar, mas gelado!

Muito interessante a sua maneira de escrever.

Abraços.

lemaposerra disse...

Realmente, um chá quentinho "é tudo de bom". De canela então... Quanto ao chá verde, curiosamente: e m a g r e c e ?

Responda do "jeito que você ouviu dizer".

Feliz 2010 e bjs
Léa Paraense, de Belém

Joka disse...

Boa noite Silvana, antes de tudo quero agradecer sua vizita em meu humilde blog de treinos e loucuras de minha doida vida...rs Viajei em seu blog,extremamente rico em palavras e imagens.Realmente nunca havia visto tamanha inteligencia reunida em um só espaço... Isso que é saber ultilizar uma ferramenta dos tempos modernos...Vou acompanhar e divulgar. Fique na paz !!!
GOD is good

Daniel Savio disse...

Mas se não me engano, beber chá quentes também ajuda na digestão, fora das beneces que cada erva dá...

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Amapola disse...

Bom dia. Muito obrigada pela dica do chá de capim cidreira com mel e 20 gotas de própolis. Se é bom para resfriado, vou guardar essa informação.
Saudações Florestais.

Norma Villares disse...

Olá Silvana!
Muito obrigado pela visita, e pelo comentário.
Sempre bom visitar seu blog.
Eu também gostei muito das informações sobre o chá.
Um abraço afetuoso

batista disse...

belíssimo espaço tens por cá! a-d-o-r-e-i!!!

deixo um abraço fraterno.

Clecilene Carvalho disse...

Estou tomando uma infusão de quebra pedra! Minha mãe me obrigou. rsrsrsrs

Jeanne disse...

Sempre se aprende mais por aqui.
Adorei a origem do chá verde, que sei possuir propriedades terapêuticas excelentes!
Parabéns pela divulgação.
Beijos

- disse...

First I want to congratulate you for this amazing blog!
Want to know about shopping mall hotels and many more.
Log On To http://www.whydubai.net

We hope you like it. Please send us any feedback and help us improve the sites further.

manuel marques disse...

Mais uma deliciosa infusão, que nos dá a baber com o seu saber.

Beijos.

José Rasquinho disse...

Olá Silvana.
Espero que nesteja tudo bem consigo, e que todos estes evntos e chuvas, que têm feito por essa zona, não a tenham afectado muito.
Gostei da história, e aceito o convite, pois por aqui o frio é muito, e um chá para aquecer vai sempre bem.
Bjinho e votos de bom ano para si.

Delfim Peixoto disse...

Obrigado pela visita e comentário.
Senti-me em casa lendo os seus escritos.
Obrigado,
Abraço

Brancamar disse...

Olá Silvana,

Gostei imenso de chegar ao teu cantinho e encontrar as tuas histórias sobre a tua cultura,que é linda e que por vezes se cruza com a minha, como nesta infusão da avó que era portuguesa e do chá que penso veio da china até nós através dos descobrimentos marítimos.
Volto para conhecer melhor.
Agora vou levar os teus links comigo.
Beijinhos e até breve.
Branca

Bєzєяяɑ Guimɑŗãeร disse...

Adorei seu blog!!!

Foi me visitar, retribui a visita e o seguimento... visitearei sempre que puder. Tens um blog lindo!!!

Gostei de saber do começo do infusão.



Beijos,
Ry.

Luisa Moreira disse...

Bonito de ler.

Um chá verde, sabe sempre bem!

Abraços

Luisa

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querida Silvana,
Linda*

*Seu sorriso são versos, que alegram meu coração
Seus olhos partituras que me enchem de emoção.
Sua voz são sonetos que me aliviam a dor,
Suas carícias são rimas que me falam de amor.
Seus gestos me revelam as palavras, sintonias e toda entonação.
E sua alegria faz sensível meu coração*
Beijos,
Renata

ღ SOL ღ disse...

Silvana, adorei esta interessante hístória sobre a primeira infusão...e sobre ...passar receita também ser uma forma de contar histórias...é interessante...Beijos. Sol

Mônica Lobo disse...

Nossa, esse chá parece delicioso!!! Quando estiver aí na serra, vou tratar de experimentá-lo. Aqui no Hell de janeiro tá impossível fazer isso! ;)

Beijo!

http://meiopoeta.blogspot.com/