sexta-feira, 2 de outubro de 2009

AS ICAMIABAS,


Em torno de 400 a 600 anos atrás, existiu na região Amazônica, próximo às cabeceiras do rio Jamundá, um reino formado somente de mulheres guerreiras, conhecidas como Icamiabas. Elas viviam completamente isoladas, só mantendo contatos esporádicos com homens. Em certas épocas do ano estas mulheres belas e guerreiras celebravam suas vitórias sobre o sexo oposto. Neste dia, uma grande festividade era organizada e elas desciam do monte onde viviam até o lago sagrado denominado "Yaci Uarua" (Espelho da Lua). 
Durante a noite, quando a Lua deitava sobre o espelho da água, as Amazonas mergulhavam nela com seus corpos fortes e morenos. Após este ritual de purificação e limpeza, estas deusas da Lua clamavam pela Mãe do Muiraquitã - Grande Mãe das Pedras Verdes. Era ela que entregava a cada uma daquelas mulheres uma pedra da cor verde (jade), denominada de "Muiraquitã", onde encontravam-se esculpidos estranhos símbolos. 
Receberiam-nos ainda moles, porém, logo que saíam da água eles endureciam. Segundo os índios Uaboí, os amuletos eram vivos e para apanhá-los, as índias feriam-se e deixavam cair uma gota de sangue sobre o tipo que queriam. Isso feito, o animal morria e elas se atiravam na água para buscá-los. 
Cada nativa trazia em seu pescoço seu talismã propiciatório de proteção material e espiritual. Mas elas também os presenteavam àqueles que seriam os futuros pais de seus filhos. 
Estes homens eram selecionados para fecundá-las e depois eram mantidas vivas as meninas, que davam a continuidade da casta matriarcal das mulheres guerreiras.

10 comentários:

Déia disse...

Nossa Adorei! Qta coisa aprendi!!

bj

Jacqueline disse...

Silvana, muito obrigada pela visita ao Certas Linhas. Este seu blog merece que muitas visitas e longas e deliciosas leituras. Com certeza é o que farei. (Gosto de memória também, olha lá em www.coracional.com).
Abraços, Jacque

Daniel Savio disse...

Senão me engano, a Amazônia teve este nome por uma tribo de Amazonas...

Será que por esta tribo que deu o nome Amazônia?

Fique com Deus, menina Silvana.
Um abraço.

Regina Fernandes disse...

Silvana adoro vir aqui e aprender essas coisas maravilhosas.
Parabéns está cada dia melhor!

Bjs

welze disse...

Acho que todas temos um bocadinho de Icamiabas dentro de nós. Somos guerreiras e fortes. Saudações florestais!

Kotta1947 disse...

Olá mulher guerreira gostei muito desta história que dá para aprender sempre mais um pouco sobre outras terras com hábitos como estes. Bjo.

Fatima disse...

Que interessante Silvana.
Adoooooro suas histórias.
bjs.

Sonia Schmorantz disse...

Adoro estas histórias, não é só cultura, é encanto...
Um abraço, lindo final de semana

Miguel disse...

Sempre me fascinou a história das Amazonas. Sorte a nossa que as mulheres resolveram admitir a nossa presença no seu dia a dia numa sociedade muitas vezes adversa, machista, fingindo a maioria que somos nós que mandamos para não ferir o nosso próprio ego.E se antes nos dominavam através da força física, o tempo ensinou-as a usarem armas/argumentos muito mais poderosos mas igualmente devastadores como a sedução, a doçura, esse lado feminino que fez o mundo evoluir, enquanto o homem construía impérios e inventava sem parar apenas para chamar a atenção das mulheres. Orson Welles disse um dia que, se não fossem as mulheres, o homem ainda vivia numa caverna a usar paus e pedras para fazer fogo. Mais uma vez, adorei passar por cá.

Flora Maria disse...

Quantas histórias interessantes existem no nosso universo e que não são conhecidas pelo povo brasileiro.

Mais logo, logo, o país inteiro estará comemorando o Halloween americano...

Beijo