segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O ESPETÁCULO VAI COMEÇAR.

MAMULENGO é a forma mais primitiva e popular de teatro de bonecos,que consiste em representações em um pequeno palco ligeiramente elevado. Por detrás do pano escondem-se uma ou duas pessoas adestradas, fazendo com que os bonecos se exibam . Muito popular em Pernambuco, onde era representado em praças, feiras e ruas, com uma linha de ação dramática muito simples, inspirada diretamente nos fatos do cotidiano e interagindo com o público que construía a trama.
 Os personagens sempre eram os mesmos: a Quitéria, o Cabo, o Coronel, o Simão, o Cangaceiro, o Padre, o diabo e as almas penadas.
 A linguagem era, e é ainda, muito provocativa, debochada e irreverente. 
A presença dos fantoches é assinalada desde a mais remota Antigüidade. Alguns estudiosos afirmam tenham se originado na Índia, outros asseguram serem oriundos do Egito, onde foram encontrados bonecos de ouro, marfim e barro. 
O certo é que os fantoches freqüentavam as feiras da Antiga Grécia e de lá passaram para Roma.
Da Itália, na Idade Média, os títeres caminharam pelas mãos de artistas anônimos para vários países da Europa, fazendo a alegria das crianças e também dos adultos. Naquela época a Igreja valeu-se do teatro de marionetes para a difusão do espírito religioso, visando atrair a atenção dos fiéis de maneira direta e objetiva, tendo esta forma de espetáculo adquirido também o nome de “Presépio”, no qual figurava o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. Deve ter sido sob esta forma que a representação entrou no Brasil.
Durante muitos anos, tanto na Europa quanto em nosso país, os fantoches trabalharam nas cenas religiosas para ensinar a história bíblica, e pouco a pouco é que se deu a sua secularização, isto é, foram neles introduzidos assuntos profanos, principalmente aqueles que provocam a hilaridade.  Hoje, os mamulengos têm uma forma mais erudita e possuem uma representação cênica mais estudada. Existem peças com roteiro e tal. O público participa, mas não muda o rumo da trama.

A etimologia do termo "mamulengo", ainda não foi definitivamente esclarecida. Presume-se que tenha origem na conjugação de duas palavras: mão e molengo, mão mole, mão que se move. O mamulengo também é conhecido pelo nome de "babau" que nada tem a ver com boi bumbá.

Os bonecos de mamulengo têm cabeça e mãos de madeira (a mulungu ou a imburana) e o corpo de pano, vazio, como uma luva. São manipulados acima de uma cortina ou telão por trás do qual se escondem os manipuladores e que também falam - dão voz aos bonecos.

A cidade de Olinda (PE), sedia o Museu do Mamulengo, Espaço Tiridá, com mais de 1000 bonecos em exposição, acervo na sua maioria, doado pelo maior grupo de teatro de mamulengos do País, o SÓ-RISO, grupo  muito conhecido e premiado fora do Brasil.

A tradição continua e se renova com os Mestres Mamulengueiros que ministram oficinas para novos aprendizes que se apresentam no Teatro Só-Riso e expões seus bonecos no Espaço Tiridá.

Entre os mestres mamulengueiros destaca-se José Lopes da Silva Filho, nativo de Glória de Goitá, PE e discípulo de Zé Grande, Severino da Cocada e Mestre José Divino. 
O teatro de fantoche é de grande valor educativo, pois é distração sadia, que dá grande alegria às crianças, por isso é um dos meios mais elevados para educar a infância. 
É muito usado em várias escolas, onde representam temas brasileiros e instrutivos. Recentemente a televisão vem divulgando o teatro de fantoches, acionados muitas vezes por ventríloquos. Em São Paulo e no Rio de Janeiro a criançada conhece o Mamulengo pelo nome pitoresco de “João Minhoca”.

4 comentários:

Teresa disse...

Ola!amiga
passei pra te dar um abraço e um beijinho bem apertadinho, desejar ótima semana.
Teresa Grazioli

Dulce disse...

Silvana

Muito interessante essa sua postagem (como todas, aliás). Tinha pouco conhecimento sobre esse teatro de bonecos, ou mamulengo, tão bonito e tão tradicional. Vir ao seu cantinho é aprender e aprender. Obrigada.
Beijos e ótima semana para você.

Dulce

Anabela disse...

Mais um ensinamento precioso,este blog encanta-me,hoje precisava de assistir a um espectaculo de fantoches para me animar...,bjs

Gina disse...

Morei em Recife e lá tive a oportunidade de presenciar vários eventos culturais. É uma região das mais ricas em termos de folclore.
Bjs.